Niassalândia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Protetorado de Niassalândia

Protetorado
(Império Britânico)

Flag of British Central Africa Protectorate.svg
 
Flag of the Federation of Rhodesia and Nyasaland.svg
1907 – 1964 Flag of the Federation of Rhodesia and Nyasaland.svg
 
Flag of Malawi.svg
Flag Brasão
Bandeira de Niassalândia Brasão
Localização de Protetorado de Niassalândia
Continente África
Capital Zomba
Governo Monarquia constitucional
Monarca
 • 1907–1910 Eduardo VII
Elizabeth II
História
 • Outubro de 1907 Fundação
 • 1953–1963 Federação
 • 6 de Julho de 1964 Dissolução
Atualmente parte de  Malawi

Niassalândia ou Protetorado de Niassalândia ( /ˈnjɑ:sɑ:ˌlænd/ ou /nˈæsəˌlænd/) foi um protetorado britânico localizado na África, que foi criado em 1907, quando o antigo Protetorado Britânico da África Central alterou o seu nome. Entre 1953 e 1963, a Niassalândia foi parte da Federação da Rodésia e Niassalândia. Depois de a Federação foi dissolvida, Niassalândia tornou-se independente da Grã-Bretanha em 6 de julho de 1964 e foi renomeada Malawi.[1]

A história da Niassalândia foi marcada pela perda maciça de terras comunais africanas no período colonial e a atitude negativa da administração colonial às aspirações africanas. A crescente elite instruída africana tornou-se cada vez mais vocal e politicamente ativa, primeiro através de associações, e depois de 1944, por meio do Congresso Africano da Niassalândia (NAC). Após a tentativa frustrada de John Chilembwe em 1915, as tentativas de obter a independência foram subjugadas até que a agitação sobre planos para a criação a Federação da Rodésia e Niassalândia. Isso revitalizou o NAC, sob a liderança de Hastings Banda.


Referências

  1. Nyasaland. King's College London.