Nodo lunar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Os nodos lunares são os pontos onde a órbita da Lua cruza a eclíptica.

Os nodos lunares são os nodos orbitais da Lua, isto é, os pontos onde a órbita da Lua cruza a eclíptica. O nodo ascendente é o lugar onde a lua atravessa ao norte da eclíptica. O nodo descendente é onde cruza ao sul.[1]

Eclipses ocorrem apenas perto dos nodos lunares: os eclipses solares ocorrem quando a passagem da Lua por meio de um nodo coincide com a lua nova; eclipses lunares ocorrem quando passagem coincide com a lua cheia. Um eclipse lunar pode ocorrer se houver uma lua cheia dentro de 11° 38' (Longitude Celestial) de um nodo e um eclipse solar pode ocorrer se houver uma lua nova dentro de 17° 25' de um nodo.[1]

Os nódulos lunares precessão em torno da eclíptica, completando uma revolução (chamado de período nódico, o período de nutação) em 6.793,5 dia ou 18,5996 anos (note que este não é o mesmo comprimento que um saros).[1]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c Carlota Simões & João Fernandes (8 de outubro de 1999). Universidade de CoimbraAstrologia e Astronomia: uma Conversa entre as Duas. Página visitada em 25 de novembro de 2013.
Ícone de esboço Este artigo sobre astronomia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.