Norax

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Norax, na mitologia grega, foi um rei ibérico que fundou a primeira cidade da Sardenha, chamada de Nora.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

A Sardenha havia sido inicialmente colonizada pelos líbios, liderados por Sardus, filho de Maceris, o Héracles egípcio e líbio.[1] A ilha se chamava Ichnussa, e passou a se chamar Sardenha por causa de Sardus.[1] Os líbios não expulsaram os arborígenes, que os receberam mais por compulsão do que por boa vontade.[1]

A segunda onda de colonos foi liderada por Aristeu, filho de Apolo e Cirene, que estava desgostoso da Grécia após a morte de Acteão.[2] [Nota 1] Pausânias menciona a versão de que Dédalo fazia parte da expedição de Aristeu, mas rejeita com base na cronologia: Aristeu foi casado com Autônoe, filha de Cadmo, e Dédalo foi contemporâneo de Édipo.[3] [Nota 2]

Fundação de Nora[editar | editar código-fonte]

Norax era um rei ibérico, filho de Hermes com Erytheia, filha de Gerião.[4] Ele fundou a cidade de Nora, a primeira cidade da ilha.[4]

A quarta leva de colonos foi liderada por Iolau, que levou para a Sardenha os téspios e alguns colonos da Ática.[4] [Nota 3]

Notas e referências

Notas

  1. Acteão, filho de Aristeu, foi transformado em um cervo e morto pelos próprios cães; seu crime foi ver Ártemis tomando banho ou se gabar de ser um melhor caçador que a deusa.
  2. Autônoe foi a mãe de Acteão. Édipo era trisneto de Cadmo.
  3. Iolau era sobrinho de Héracles. O grupo que ele levou era formado por vários dos cinquenta (ou cinquenta e um) filhos que Héracles teve com Téspio, rei de Téspias.

Referências