O Ganso de Ouro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde dezembro de 2009).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Homem encontra o Ganso de Ouro, em ilustração de L. Leslie Brooke de 1905

O Ganso de Ouro (em alemão: Die goldene Gans) é um conto criado pelos Irmãos Grimm. O folclorista D.L. Ashliman apontou outras versões da história: A gansa dos ovos de ouro de Esopo, o pato de ouro (do Jataka com histórias das reencarnações anteriores de Buda) e o pássaro Huma (Pérsia).[1]

História[editar | editar código-fonte]

Há muito tempo, um homem muito velho (e muito pobre) perdeu sua esposa, e então viveu muito pobre e solitário, até que surgiu uma fada.

- Não temas, meu senhor. Vim aqui para ajudar-te.

Dito isto, ela agitou a sua varinha de condão em direção ao ganso do camponês e desde então, o ganso passou a botar vários ovos de ouro. Estando o camponês muito rico, ele pensou:

- Se o ganso só põe ovos de ouro, dentro dele deve haver milhares de ovos esperando para sair.

Convencido disto, ele pegou uma faca e matou o ganso. Infelizmente o ganso era inteiramente igual aos outros. Arrependido e desesperado, ele implorou que a fada retornasse, mas ela não voltou. E então o homem passou o resto de seus dias pobre e solitário de novo.

O Ganso de Ouro é uma história ficcional criada pelos irmãos Grimm (conto 64).

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O herói é o mais novo dos três irmãos (o ignorante, a menos de três), ganhou o apelido de Pateta. Seu irmão mais velho é enviado para a floresta para cortar madeira (tarefa), enriquecidos com um bolo de ricos e uma garrafa de vinho. Ele encontra um homenzinho cinza o Consolador disfarçado, que pede um bocado para comer e um gole de cerveja, mas é rejeitado. O irmão mais velho encontra um acidente e é levado para casa. O segundo irmão cumpre um destino semelhante. Simplório, mandou para fora com um biscoito cozido nas cinzas da lareira e cerveja azedou, é generoso com o velhinho que faz com que seja um enorme banquete e é recompensado depois com um ganso de ouro.

Com a galinha debaixo do braço, Pateta dirige para uma pousada, onde, logo que ele vira as costas, a filha do estalajadeiro tenta arrancar apenas uma das penas de ouro puro, e está presa. Sua irmã, que vem para ajudá-la, é presa fácil também. E o mais jovem e nova, determinado a não ficar de fora da riqueza ficou presa também. Pateta faz o seu caminho para o castelo, e cada pessoa que tenta interferir se juntou ao desfile dispostos: o pároco, seu sacristão, e dois operários.

No castelo vive o rei com a princesa que nunca riu e quem a fizesse rir ganharia a sua mão com o consentimento dela. Mas a princesa desanimado, sentado perto da janela e vislumbrar o desfile incrível após Pateta e seu ganso dourado, ri até que ela choram, o rei não gosta. Simplório, então depois de te que fazer mais de três ensaios, incluindo os impossíveis; comer uma pilha de pães de dois metros, beber todo o estoque de cidra e encontrar um navio que navega em terra e mar, às vezes, inserido no conto, em cada um dos quais ele é feito pelo homenzinho cinza que é um mago, ganha a princesa e todos vivem felizes para sempre.

Cultura Popular[editar | editar código-fonte]

No desenho Golden Yeggs Patolino assume o papel de Ganso dos Ovos de Ouro, após ser sequestrado por gangstêrs.

Na série Grimm é visto um Wesen chamado Seltenvogel que produz uma gema de ouro na garganta, e cujas penas são douradas

Referências