Oswaldino Ribeiro Marques

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Oswaldino Marques)
Ir para: navegação, pesquisa
Oswaldino Marques
Nome completo Oswaldino Ribeiro Marques
Nascimento 17 de Outubro de 1916
São Luís do Maranhão, Maranhão
Morte 13 de maio de 2003
Brasília
Nacionalidade  Brasileira
Ocupação poeta

Oswaldino Ribeiro Marques (17 de outubro de 1916, São Luís do Maranhão, Maranhão13 de maio de 2003, Brasília), foi um poeta, ensaísta e tradutor brasileiro.

História[editar | editar código-fonte]

Em sua terra natal, Oswaldino Marques escreveu seu primeiro artigo para a imprensa (sobre futebol) e fundou o Cenáculo Graça Aranha, onde eram discutidas as idéias modernistas. Em 1936, mudou-se para o Distrito Federal.

Um dos fundadores da UNE, trabalhou como bibliotecário e tradutor, tendo sido um dos responsáveis pela divulgação da poesia moderna estadunidense no Brasil. Em 1965, mudou-se para Brasília onde assumiu a cátedra de Teoria da Literatura na Universidade de Brasília (UnB). Todavia, com o agravamento da ditadura militar no Brasil, pediu demissão do cargo. Durante um período de cinco anos, chegou a dar aulas em Madson, Wisconsin, EUA.

Reintegrado à UnB em 1991 pelo reitor Cristovam Buarque, Marques viveu os últimos anos praticamente isolado em seu apartamento em Brasília, onde dedicava seus dias à leitura e a audição de discos de música clássica. Em 1999, numa entrevista ao Correio Braziliense, afirmou que desconhecia "a Internet e essas coisas todas". Ateu, deixou registrado em cartório que não desejava qualquer tipo de cerimônia religiosa quando de seu sepultamento, o que foi seguido à risca por seus filhos..[1]

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Poemas Quase Dissolutos, 1946
  • Cantos de Walt Whitman, 1946

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.