Outback

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2014).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Vista do Monte Conner, no Outback australiano.

Outback é a designação pela qual o interior desértico australiano é conhecido. A região cobre boa parte do interior do país, embora não haja nenhuma demarcação ou bordas oficiais indicando onde este começa e termina.

Características[editar | editar código-fonte]

Boa parte da extensão do Outback é coberta por uma areia grossa e avermelhada, que ocasionalmente, após o cair de breves e infrequentes chuvas, é tomada por uma vegetação rasteira. O solo é tão estéril que, mesmo com o uso de poderosos fertilizantes a agricultura é impossível na maior parte da região.

Na sua parte norte, chamada pelos australianos de Top End, chuvas são frequentes em parte do ano (estação chuvosa). Já o centro e sul são ou semi-áridos ou áridos. A temperatura mais alta já registrada foi de 50,7°C na pequena comunidade de Oodnadatta, Austrália Meridional, em 2 de Janeiro de 1960. As noites de inverno, no entanto, frequentemente apresentam temperaturas negativas. O Outback é uma terra de extremos.

Próximo a Alice Springs, bem no meio do continente, localiza-se a famosa formação rochosa conhecida como Ayers Rock, ou Uluru, que tem 346 metros de altura e atrai turistas do mundo inteiro. Outro monte semelhante, não muito longe de Uluru, é o Monte Conner, que se eleva 300 metros sobre a planície em redor.

Demografia[editar | editar código-fonte]

Entre as cidades localizadas no Outback australiano destacam-se Alice Springs, Coober Pedy, Broken Hill, Coolgordie e Kalgoorlie, além de muitas outras de tamanho reduzido. Nelas, muitos moradores vivem em habitações subterrâneas, onde as temperaturas extremas são evitadas.

Um albergue debaixo da terra é encontrado em Alice Springs.

Menos de 10% dos australianos vivem na região considerada como Outback, embora o mesmo cubra a maior parte do país — a Austrália é formada por 56% de desertos.

Riqueza[editar | editar código-fonte]

Apesar de a agricultura ser praticamente inexistente e praticada apenas em regiões periféricas, como no Cinturão do trigo (Wheat Belt, em inglês), no sudoeste, a região traz imensa riqueza à Austrália através das enormes reservas de minérios lá encontradas, de onde são extraídos ferro, alumínio, urânio, e em menor extensão, ouro, chumbo, níquel e zinco.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. UNESCOUluru-Kata Tjuta National Park. Página visitada em 17 de março de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Austrália é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.