Partido Socialista da América

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Partido Socialista da América
Socialist Party of America
Fundação 1 de agosto de 1901
Dissolução 31 de dezembro de 1972
Afiliação internacional Segunda Internacional (1901)
Internacional Socialista e Trabalhista (1923)
Internacional Socialista (1951)
Cores Vermelho

O Partido Socialista da América (em inglês: Socialist Party of America, SPA) foi um partido político estadunidense de orientação socialista-democrática, formado em 1901 a partir da fusão entre o Partido Social Democrata da América, então com três anos de existência, e desafetos do Partido Socialista Trabalhista da América que haviam rompido com esta organização em 1899.

Nas primeiras décadas do Século XX, o SPA conseguiu o apoio significativo de vários segmentos da sociedade estadunidense, incluindo sindicalistas, reformistas sociais progressistas, fazendeiros populistas e comunidades de imigrantes. Seu candidato presidencial, Eugene V. Debs, conquistou mais de 900 mil votos nas eleições de 1912 e 1920, enquanto o SPA elegeu dois membros para a Câmara dos Representantes dos Estados Unidos (Victor L. Berger e Meyer London) e vários deputados estaduais e prefeitos. A oposição ferrenha do partido ao envilvimento dos Estados Unidos na Primeira Guerra Mundial, embora bem vinda para alguns, também o tornou alvo de derrotas eleitorais, repressão oficial e perseguição de grupos de justiceiros. O SPA foi ainda mais despedaçado quando se tornou vítima de uma guerra entre facções internas sobre qual seria a posição oficial do partido em relação à Revolução Russa de 1917 e ao estabelecimento da Internacional Comunista em 1919.

Após apoiar a candidatura presidencial do progressista Robert LaFollette em 1924, o SPA retornou à ação independente e experimentou crescimento modesto na década de 1930 com seu candidato presidencial Norman Thomas. Entretanto, o partido começou a perder apelo popular devido à popularização do New Deal de Franklin Roosevelt, à organização elevada e flexibilidade tática do Partido Comunista sob a direção de Earl Browder e ao ressurgimento de políticas pró-governo no movimento trabalhista. Uma tentativa fracassada de ampliar o partido, permitindo a entrada de seguidores de Leon Trotsky e Jay Lovestone, fez a "Velha Guarda" sair do SPA e formar a Federação Social Democrata. Apesar do partido sempre ter mantido uma postura anti-fascista forte, assim como anti-stanisita, a oposição do SPA à Segunda Guerra Mundial lhe custou tanto apoio interno quanto externo.

O SPA parou de concorrer às eleições presidenciais depois do fiasco de 1956, quando seu candidato Darlington Hoopes recebeu menos de 3 mil votos. Nas últimas décadas do partido, seus membros (muitos dos quais proeminentes nos movimentos trabalhista, pacifista e pelos direitos civis), discordavam da relação próxima do movimento socialista com o Partido Democrata a nível nacional e sobre a melhor forma de garantir a democracia no exterior. Em 1972 e 1973, estas diferenças estratégicas tornaram-se tão agudas que o Partido Socialista se dividiu em três grupos diferentes: o partido Social Democratas dos Estados Unidos, o Partido Socialista dos Estados Unidos e o Comitê Organizador Socialista Democrático.

Performance eleitoral[editar | editar código-fonte]

Eleições presidenciais[editar | editar código-fonte]

Year Candidate Votes  %
1900 Eugene V. Debs 87.945 0,6%
1904 402.810 3,0%
1908 420.793 2,8%
1912 901.551 6,0%
1916 Allan L. Benson 590.524 3,2%
1920 Eugene V. Debs 913.693 3,4%
1924 Robert M. La Follette
(apoiou a coalizão progressista)
4.831.706 16,6%
1928 Norman Thomas 267.478 0,7%
1932 884.885 2,2%
1936 187.910 0,4%
1940 116.599 0,2%
1944 79.017 0,2%
1948 139.569 0,3%
1952 Darlington Hoopes 20.065 <0.1%
1956 2.044 <0.1%

Eleições regionais[editar | editar código-fonte]

Membros do Partido Socialista da América conquistaram, ao longo da história do partido, a prefeitura de 27 municípios. A mais importante deles foi a de Milwaukee, cidade mais populosa do estado de Wisconsin. O SPA governou a cidade em duas ocasiões diferentes: de 1910 a 1912 com Emil Seidel e de 1948 a 1960 com Frank P. Zeidler. Outra importante cidade governada por um membro do SPA foi Minneapolis, maior cidade do estado de Minnesota, com o prefeito Thomas Van Lear, no cargo de 1917 a 1919.