Partido da Esquerda Revolucionária (Bolívia)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Partido da Esquerda Revolucionária (Partido de la Izquierda Revolucionaria, PIR) foi um partido comunista na Bolívia . Foi fundada em maio de 1940 por José Antonio Arze e outros intelectuais bolivianos.

O PIR era simpatizante da Internacional Comunista , mas não se tornou membro desta. O PIR começou a organizar os mineiros do país, mas fê-lo com cautela, com medo que as greves pudessem impedir o envio de suprimentos para os aliados durante a Segunda Guerra Mundial. Exceto o governo de Gualberto Villarroel (pró-Eixo) , o PIR apoiou todos os presidentes para garantir que a Bolívia permanecesse do lado dos aliados.

Por causa da hesitação do partido em se envolver em questões prioritárias para as camadas exploradas, perdeu muito do apoio do operários e demais explorados para o Partido Operário Revolucionário (POR) e ao Movimento Nacionalista Revolucionário (MNR).

Em 1950, o PIR se dissolve e funda o Partido Comunista da Bolívia

O PIR é reconstituído no final de 1970 como um partido fantoche do ditador Hugo Banzer . Em 1979, se dissolveu novamente para fundar a Ação Democrática Nacionalista (ADN).

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Jerry W. Knudson, The Impact of the Catavi Mine Massacre of 1942 on Bolivian Politics and Public Opinion. In: The Americas, Vol. 26, No. 3 (January 1970), 254-276..
  • Herbert S. Klein, A Concise History of Bolivia (em inglês) Cambridge University Press, 2003 pp. 197 - 206. ISBN 0-521-80782-4
Ícone de esboço Este artigo sobre a Bolívia é um esboço relacionado ao Projeto América do Sul. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.