Pedro Domingo Murillo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde outubro de 2011). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Execução de Pedro Domingo Murillo numa pintura de fins do século XIX.

Pedro Domingo Murillo, (1757 - 1810), foi um patriota do Alto Peru, considerado precursor da independência de Bolívia.

Nasceu em La Paz de uma família tradicional. Estudou direito e, como soldado, participou da campanha contra a rebelião de Tupac Katari, sendo promovido a tenente da milícia.

Em 1809, após a Revolução de Chuquisaca contra os carlotistas, ocorreu em La Paz uma revolta que formou a chamada Junta Tuitiva, da qual Murillo foi o presidente. O governo colonial espanhol reprimiu a rebelião, capturando os rebeldes. Murillo e outros foram enforcados em 29 de janeiro de 1810, em La Paz.

Em sua homenagem, a praça principal de La Paz foi renomeada Plaza Murillo em 1909. No centro da praça eleva-se um monumento com uma estátua de bronze do patriota.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre História ou um historiador é um esboço relacionado ao Projeto História. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.