Pedro Solbes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Pedro Solbes Mira
Pedro Solbes Mira
Vida
Nascimento 31 de Agosto de 1942 (72 anos)
Pinoso(Alicante)
 Espanha
Dados pessoais
Partido Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE)
Profissão Técnico Comercial do Estado

Pedro Solbes Mira (Pinoso, Alicante, 31 de agosto de 1942) é um cientista político e um político independente, que formou parte de várias listas e governos do PSOE.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Depois de cursar seus estudos de bacharel em Alicante, fez doutorado em Ciência Política pela Universidade Complutense de Madrid, residente no Colégio Major Diego de Covarrubias. É também formado em direito pela Universidade Complutense e diplomado em economia europeia pela Universidade Livre de Bruxelas.

Desde 1968 como Técnico Comercial do Estado da Espanha ocupou distintos postos na administração espanhola. Atualmente ocupa o posto numero quinze nesta escala de administração. Foi um dos membros do grupo de trabalho para a negociação da adesão da Espanha à União Europeia e no final de 1985 foi nomeado Secretário de Estado para as relações com a União Europeia.

Em 1991 foi nomeado Ministro da Agricultura, Pesca e Alimentação da Espanha; e entre 1993 e 1996 ocupou o posto de Ministro da Economia e Fazenda da Espanha. Foi Presidente do Conselho “Ecofin” durante a Presidência espanhola da União Europeia no segundo semestre de 1995.

Nas eleições gerais de março de 1996 foi eleito deputado pela província de Alicante e durante seu período no Congresso dos Deputados presidiu a Comissão Mista do Parlamento espanhol sobre a União Europeia. Em setembro de 1999 foi nomeado membro da União Europeia, e foi dada a ele a carteira de Assuntos Econômicos e Monetários. Durante este período sua principal atividade foi a da introdução do euro e o reforço da coordenação das políticas econômicas na União Europeia.

Segundo Vice-Presidente e ministro da Economia e Fazenda da Espanha(2004-2009)[editar | editar código-fonte]

Depois da chegada ao poder de José Luis Rodríguez Zapatero (abril de 2004), Solbes foi Segundo Vice-Presidente e ministro da Economia e Fazenda da Espanha durante a VIII Legislatura.

Em janeiro de 2007 foi premiado pelo diário econômico El Boletín pelo seu trabalho como dirigente do Governo espanhol durante o ano de 2006. El Boletín destacou seus méritos para alcançar crescimento econômico, criação de emprego, superavit nas contas estatais e o controle da divida pública.

Foi confirmado ao iniciar o segundo mandato, que coincidiu com o inicio da crise econômica, cujos efeitos foram particularmente graves na Espanha, registrando-se uma grande perda de emprego. Ao efetuar a remodelação do governo em 7 de abril de 2009, Solbes foi sucedido por Elena Salgado em ambos os cargos. O presidente expressou sua gratidão por sua "exemplar entrega, dedicação e tenacidade", a mídia conservadora, afirmou que sua sucessão foi causada por um desentendimento com o presidente sobre como lidar com a crise.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Manuel Marín
Secretário de Estado para a Comunidade Económica Europeia da Espanha
1985 - 1991
Sucedido por
Carlos Westendorp
Precedido por
Carlos Romero
Ministro de Agricultura, Pesca e Alimentação da Espanha
1991 - 1993
Sucedido por
Vicente Albero
Precedido por
Carlos Solchaga
Ministro da Fazenda e Economia da Espanha
1993 - 1996
Sucedido por
Rodrigo Rato
Precedido por
Yves-Thibault de Silguy
Comissário Europeu de Assuntos Económicos e Monetários
1994 - 2004
Sucedido por
Joaquín Almunia
Precedido por
Javier Arenas
Segundo Vice-Presidente da Espanha
2004 - 2009
Sucedido por
Elena Salgado
Precedido por
Como Ministro da Economia da Espanha
Rodrigo Rato
Como Ministro da Fazenda da Espanha
Cristóbal Montoro
Ministro da Fazenda e Economia da Espanha
2004 - 2009
Sucedido por
Elena Salgado