Permission marketing

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Com permission marketing (em português: marketing de permissão) é descrito o envio de informações e material de publicidade geralmente via e-mails com a permissão explícita do recipiente (cliente).[1] O termo foi cunhado por Seth Godin numa publicação de 1999.[2] Um exemplo clássico do permission marketing é o boletim informativo (newsletter).

Consiste em um relacionamento B2C (business-to-consumer) que parte do cliente, que entra em contato com a empresa por meio de um recurso Call-to-action (telefone 0800, e-mail para contato ou site). A empresa provoca esse comportamento usando "outdoors", anúncios em revistas, jornais, televisão, entre outros, onde o cliente toma conhecimento de uma oferta da empresa, e inicia o contato.

O permission marketing parte do princípio que o cliente tem que começar o contato de acordo com o que ele deseja.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Literatura[editar | editar código-fonte]

  • Godin, Seth. Permission marketing: turning strangers into friends, and friends into customers (em inglês). Nova Iorque: Simon & Schuster, 1999. ISBN 0684856360
  • Azevedo, Abaetê de. Marketing de Resultados, 2004

Referências

  1. O que é e-mail marketing de permissão? - FAQ UOL HOST ajuda.uolhost.com.br. (2012). Página visitada em 20 de março de 2012.
  2. Godin, Seth: Permission marketing: turning strangers into friends, and friends into customers, Nova Iorque, ed. Simon & Schuster, 1999, ISBN 0684856360

Ligações externas[editar | editar código-fonte]