Pinkernes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pinkernes (em grego: πιγκέρνης ou ἐπιγκέρνης) era uma alta posição cortesã bizantina. O termo, derivado do verbo grego ἐπικερράνυμι ("para misturar [vinho]"), significa o copeiro do imperador bizantino. A posição é atestada no Kletorologion de Filoteu de 899, quando um pinkernes do imperador bizantino (em grego: πιγκέρνης τοῦ δεσπότου) e da augusta (em grego: πιγκέρνης τῆς Αὐγούστης) são listados entre os eunucos da equipe do palácio.[1] A posição foi também imitada na equipe do patriarca de Constantinopla e na casa de grandes magnatas. Em fontes literárias, os termos mais descritivos oinochoos ("funil de vinho") e kylikiphoros ("portador do cílice") são frequentemente utilizados. No período comneno, o posto deixou de ser restrito para eunucos, e gradualmente tornou-se um título de distinção, mesmo concedido para parentes do imperador bizantino. Vários generais seniores do período paleólogo, tais como Miguel Ducas Glabas Tarcaneiota, Aleixo Filantropeno e Sirgianes Paleólogo, foram agraciados com o título.[2]

Referências

  1. Bury 1911, p. 128
  2. Kazhdan 1991, p. 1679

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Bury, John B.. The Imperial Administrative System of the Ninth Century: With a Revised Text of the Kletorologion of Philotheos. Londres: Oxford University Press, 1911.
  • Kazhdan, Alexander Petrovich. The Oxford Dictionary of Byzantium. Nova Iorque e Oxford: Oxford University Press, 1991. ISBN 0-19-504652-8