Poncha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


A poncha é uma bebida tradicional e emblemática da Madeira, feita de aguardente de cana-de-açúcar, açúcar e sumo de limão.

Origem da poncha[editar | editar código-fonte]

Segundo alguns estudos, a poncha é originária da Índia onde é conhecida por pãnch o que quer dizer, traduzindo à letra, cinco ingredientes: o arrack – aguardente de arroz ou noz de coco -, sumo de limão, açúcar, especiaria –chá – e água. Atualmente, a poncha , na ilha da Madeira,é em Câmara de Lobos, uma pequena vila piscatória, em meados do século XVIII pela mão dos ingleses que, nessa altura, eram dados a viagens frequentes entre estas paragens.

Durante todo o século XIX a poncha foi uma bebida muito consumida no seio das famílias madeirenses um pouco por todo o lado da ilha, em especialmente em Câmara de Lobos, fossem elas mais ou meno abastadas.

Segundo alguns estudos um antecedente longinquo desta bebida já era usado nas navegações portuguesas e castelhanas do século XVI, Resultava de uma calda elaborada para conservar o limão, usado nas viagens para prevenir o escorbuto (devido à carência de vitamina C). O limão era conservado durante as longas viagens, em aguardente e melaço de cana produzidos na Madeira desde o final do século XV, a partir da cana de açucar introduzida na ilha logo após o início da colonização e por iniciativa do Infante D. Henrique, o Navegador. Assim chegou à Índia e ao Brasil no século XVI. Os britânicos chegaram muito mais tarde. No Brasil originou a 'caipirinha'. Em Cabo Verde bebe-se o grogue com raízes semelhantes, Na Madeira manteve-se praticamente como a origem:1/3 de melaço ou açúcar de cana, 1/3 de aguardente de cana (cachaça) e 1/3 de sumo de limão ou lima. e tem a designação de "poncha".

Indicação geográfica protegida[editar | editar código-fonte]

O Conselho do Governo aprovou em março de 2014 uma proposta de Decreto Legislativo Regional que confirma a indicação geográfica protegida ‘Poncha da Madeira’ e regula a sua produção e comércio.

A proposta determina que Poncha da Madeira só pode ser usada para identificação da produção na área geográfica das ilhas da Madeira e do Porto Santo.

É intenção da Madeira proteger a bebida e o seu modo de produção, designadamente a sua matéria-prima, Rum da Madeira bem como os produtores de cana sacarina. É que já há outras formas de adulteração da Poncha através de, por exemplo, de whisky.

A proposta aprovada pelo Governo Regional estabelece que o produto deve obrigatoriamente incluir na sua produção Rum da Madeira e que os equipamentos e os processos utilizados devem ser os mais adequados à obtenção de um produto que apresente as características sensoriais tradicionais específicas da Poncha da Madeira.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]