Ponte de Londres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ponte de Londres
Ponte de Londres com sua clássica iluminação vermelha.
Nome oficial London Bridge
Arquitetura e construção
Design Concreto protendido
Mantida por City of London Corp.
Data de abertura 17 de março de 1973
Dimensões
Comprimento total 262 m
Largura 32 m
Altura máxima 8,9 m
Pedágio Não
Geografia
Via 5 vias, parte da A3
Cruza rio Tâmisa
Localização Londres,  Inglaterra
Nota: Não confundir com a Tower Bridge.

O termo Ponte de Londres (em inglês: London Bridge) refere-se a várias pontes históricas em Londres (Inglaterra) que cruzavam o rio Tâmisa, entre a City e Southwark, situadas entre as pontes Southwark Bridge e Tower Bridge. A ponte original de Londres foi uma das mais famosas do mundo: era a única na cidade a cruzar o Tâmisa até que se inaugurou a Ponte de Westminster em 1750.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira ponte de Londres, construída pelos romanos por volta do ano 43, era feita de madeira. O local foi escolhido por ter águas profundas com acesso ao mar. Em 1013, o rei Ethelred queimou a ponte para tentar dividir as forças invasoras do rei Sueno I da Dinamarca. A ponte reconstruída foi destruída por uma tormenta em 1091 e novamente destruída pelo fogo em 1136.

Após a destruição de 1136, a ponte foi reconstruída mais uma vez em pedra. Para financiar a reconstrução, foram cobrados novos impostos e a reconstrução começou no ano de 1176, no reinado de Henrique II. A nova reconstrução só terminou 33 anos mais tarde, em 1209, sob o reinado de João I. João teve a ideia de construir casas sobre a ponte. Assim que pronta, a ponte ficou cheia de lojas, de casas, contando inclusive com uma capela em sua parte central.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Ponte de Londres
Ícone de esboço Este artigo sobre uma ponte é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.