Primitivo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Primitivo em antropologia é um termo obsoleto apesar de consagrado e amplamente utilizado no Séc. XIX quando o paradigma da época baseava-se no evolucuionismo, ou seja, na perspectiva teórica segundo a qual os fenômenos sociais e culturais da vida humana estão sujeitos a leis gerais de transformação, análogas e complementares às da evolução biológica.

Opõe portanto os povos da pré-história à civilização geralmente, por força das concepções vigentes na época e interesses colonialistas, excluindo do conceito de civilização os povos não ocidentais. Segundo Aurélio [1] é relativo aos povos não letrados, que vivem em sociedades consideradas como de escala menor, organização social menos complexa e nível tecnológico menos desenvolvido do que as sociedades ditas civilizadas, e vistos pelo evolucionismo social (q. v.) como representantes de um estado social e mental supostamente mais próximo da condição original, natural, da humanidade, ou dela sobreviventes.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:

Referências

  1. Novo Dicionário Eletrônico Aurélio versão 5.0. Rr, Positivo, 2004
Ícone de esboço Este artigo sobre antropologia ou um antropólogo é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.