Questionário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Merge-arrows 2.svg
Foi proposta a fusão deste artigo ou se(c)ção com Inquérito estatístico. Pode-se discutir o procedimento aqui.
Editor, considere adicionar mês e ano na marcação. Isso pode ser feito automaticamente, com {{Fusão|1=Inquérito estatístico|{{subst:DATA}}}}.
Alguns questionários.

Questionário é um instrumento de coleta de informação, utilizado numa Sondagem ou Inquérito.

O questionário é freqüentemente confundido com entrevista, teste, formulário, inquérito e escala.

Tecnicamente, questionário é uma técnica de investigação composta por um número grande ou pequeno de questões apresentadas por escrito que tem por objetivo propiciar determinado conhecimento ao pesquisador.

Diferencia-se da entrevista pois nesta última as perguntas e respostas são feitas de maneira oral.

Diferencia-se de formulário, pois este pode ser qualquer impresso com campos próprios para anotação de dados, não importando por quem são preenchidos os dados.

Já o teste, embora possa ser efetuado por intermédio de questionário, tem por objetivo incentivar determinadas reações através de perguntas.

Diferencia-se também das enquetes pois estas tratam de reunir testemunhos de pessoas sobre determinados assuntos.

Vantagens dos questionários[editar | editar código-fonte]

  • Possibilita atingir grande número de pessoas de diversas localizações geográficas com baixo custo;
  • Permite o anonimato das respostas;
  • Permite que as pessoas o respondam no momento que lhes pareça mais apropriado;
  • Não expõe os pesquisados à influência da pessoa do pesquisador;
  • São fáceis de ministrar.

Limitações dos questionários[editar | editar código-fonte]

  • Excluem pessoas analfabetas;
  • Impedem o auxílio ao pesquisado quando o mesmo não entende determinada pergunta;
  • Impede o conhecimento das circunstâncias em que o questionário é respondido;
  • Não oferece garantia de que a maioria das pessoas devolvam-no totalmente preenchido;
  • Envolve geralmente um pequeno número de perguntas;
  • Os resultados podem ser criticados em relação à objetividade.

Construção de um questionário[editar | editar código-fonte]

A construção do questionário terá grande influência nos resultados que serão obtidos, por isso, são importantes alguns cuidados:

A forma das perguntas[editar | editar código-fonte]

As perguntas podem ser classificadas quanto a sua forma da seguinte maneira:

Perguntas abertas
O interrogado responde com suas próprias palavras e, por isso, são difíceis de tabular e analisar.
Perguntas fechadas
Englobam todas as respostas possíveis, sendo melhor de tabular.
Perguntas duplas
Reúne as características tanto de perguntas abertas quanto fechadas.

O conteúdo das perguntas[editar | editar código-fonte]

As perguntas podem ser classificadas quanto ao seu conteúdo, da seguinte forma:

Perguntas sobre fatos
Referem-se a dados concretos e fáceis de precisar.
Perguntas sobre crenças
Referem-se à experiências subjetivas das pessoas, ou seja, aquilo que elas acreditam que sejam fatos.
Perguntas sobre sentimentos
Referem-se sobre reações emocionais das pessoas diante de determinados fatos, fenômenos, instituições ou outras pessoas.
Perguntas sobre padrões de ação
Referem-se genericamente sobre os padrões éticos relativos ao que deve ser feito, podendo envolver também padrões práticos de comportamento (o que é feito).
Perguntas dirigidas a comportamento presente ou passado
Tratam dos comportamentos adotados no passado ou/e no presente pelas pessoas.
Perguntas referentes a razões conscientes de crenças, sentimentos, orientações ou comportamentos
Tem o objetivo de descobrir o porquê consciente de determinado comportamento ou fato.

Escolha das perguntas[editar | editar código-fonte]

Algumas regras devem ser obedecidas para a escolha das perguntas:

  • Incluir apenas perguntas relacionadas com o problema pesquisado;
  • Não incluir perguntas cujas respostas podem ser obtidas por meios mais precisos;
  • Considerar as implicações das perguntas sobre os procedimentos de tabulação e análise;
  • Incluir perguntas que podem ser respondidas sem maiores dificuldades;
  • Evitar perguntas que penetrem na intimidade das pessoas.

Formulação das perguntas[editar | editar código-fonte]

É necessário um cuidado especial na elaboração das perguntas. A seguir algumas dicas:

  • Formuladas de maneira clara, concreta e precisa;
  • Considerar o sistema de referência e de informação do interrogado;
  • A pergunta deve possibilitar uma única interpretação;
  • A pergunta não deve sugerir respostas;
  • As perguntas devem tratar de uma única ideia.

Número de perguntas[editar | editar código-fonte]

Para se definir o número adequado de perguntas é necessário considerar o interesse do respondente pelo tema pesquisado.

Alguns estudiosos sugerem como máximo o número de 30 perguntas.[carece de fontes?]

Ordem das perguntas[editar | editar código-fonte]

Na elaboração da ordem das perguntas no questionário, deve ser evitada que a ordem das perguntas possa sugerir um contágio de respostas, ou seja, evitar que a resposta da pergunta anterior possa influir na resposta da pergunta posterior.

Também é importante evitar a mudança brusca de tema nas perguntas.

Deformações[editar | editar código-fonte]

Existem mecanismos de defesa social que os indivíduos lançam mão a fim de se protegerem quando se sentem ameaçados e que podem influir no momento de responder ao questionário.

As deformações principais são:

Defesa de fachada
quando o respondente pensa estar correndo o risco de ser julgado, reage oferecendo respostas defensivas, estereotipadas ou socialmente desejáveis, escondendo suas percepções reais. Para reduzir este efeito, recomenda-se iniciar o questionário com perguntas com baixo risco de provocar esse tipo de resposta.
Defesa contra pergunta personalizada
Perguntas que iniciam com "Na sua opinião..." ou "O que você pensa a respeito de ..." ou outra semelhante pode causar respostas de fuga. Evita-se isto iniciando o questionário com este tipo de perguntas e utilizando maneiras indiretas para tratar de termos delicados.
Deformação conservadora
São respostas conservadoras, resistentes à mudança. Previne-se essa deformidade moderando o tom das perguntas.
Efeito das palavras estereotipadas
Ocorre quando usamos palavras tais como nazismo, homossexual e outras que provocam reações diversas nas pessoas. Previne-se não usando-as.
Influência de personalidades de destaque
Quanto utilizamos nomes de pessoas de destaque nos questionários, podemos causar anomalias nas respostas como reação a esses nomes. Previne-se não utilizar referência a pessoas que possam causar antipatia, desprezo ou outra reação.

Estrutura do questionário[editar | editar código-fonte]

Basicamente o questionário é estruturado em:

  • Tema
  • Instruções de preenchimento
  • Introdução ao questionário
  • Perguntas

Ver também[editar | editar código-fonte]

  • SPSS, software de análise estatística.