Rebelião de Pedrinhas em 2010

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A rebelião de Pedrinhas em 2010 foi uma rebelião prisional que tomou o Complexo Penitenciário de Pedrinhas, localizada no bairro de Pedrinhas, em São Luís, capital do estado brasileiro do Maranhão, em 8 de novembro de 2010.

A rebelião começou quando os detentos se apoderaram das armas dos agentes penitenciários, num momento de descuido das autoridades.[1]

O motivo exato da rebelião é incerto, mas houve 22 líderes da revolta entre os presos. Os presos reivindicaram melhores condições de custódia, como redução da superlotação e fornecimento de alimentos e água com maior qualidade.[2] Após aproximadamente 30 horas de negociações, o controle da penitenciária foi retomado pela administração do local. Os líderes da rebelião serão transferidos para outros presídios do estado do Maranhão.[1]

Ao longo do período em que se deu a rebelião, ocorreram 18 mortes de presos, assassinados por membros de facções rivais.[2] [3] .

Referências