Relógio (xadrez)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Um relógio de xadrez do tipo analógico.

Um relógio de xadrez é um conjunto de dois relógios montados juntos em uma única peça com botões que permitem acionar um dos dois ao mesmo tempo que se interrompe a contagem de tempo do outro, de forma que nunca aconteça dos dois andarem simultaneamente.

São usados em jogos de dois jogadores nos quais os jogadores tenham turnos alternados de movimentação. Sua finalidade é controlar o tempo total gasto por cada jogador em seus movimentos e evitar atrasos indevidos no jogo.

Seu uso se difundiu inicialmente nos torneios de xadrez, mas posteriormente passaram a ser usados também para outros jogos como Scrabble, Shogi, Go e praticamente qualquer outro jogo de tabuleiro competitivo de dois jogadores.

História[editar | editar código-fonte]

As primeiras soluções foram o uso de ampulhetas para controlar o tempo de cada jogador e o uso de secretárias que faziam o mesmo controle, mas logo ficou claro a necessidade de uma maneira confiável de controlar o tempo.

O primeiro relógio mecânico foi criado por Thomas Bright Wilson no Reino Unido, e foi usado pela primeira vez no Torneio de Londres de 1883. Consistia, basicamente, de dois relógios comuns unidos por uma alavanca e dois botões, de forma que quando um botão fosse acionado, o relógio sob ele parasse de contar o tempo, começando a contagem de tempo no outro relógio. A flag ou "bandeira" foi inventada pelos holandeses.

No início da década de 70, com a invenção do microchip e do relógio digital, o primeiro relógio digital de xadrez foi desenvolvido por Bruce Cheney, um estudante de engenharia da Universidade de Cornell.

Relógio analógico[editar | editar código-fonte]

Relógio analógico ou relógio mecânico é o relógio de xadrez que contém no seu interior dois relógios mecânicos comuns, conectados com uma alavanca em balanço, acionada por dois botões. O jogador faz o seu lance e aperta o botão sobre o relógio que está contando o seu tempo para pará-lo e iniciar a contagem de tempo do oponente.

O fim do tempo de um jogador é marcado pela queda de uma bandeira ou flag ou flecha, termo usado no Brasil. É um pequeno ponteiro vermelho próximo do número "12", e que é acionado pela passagem do ponteiro dos minutos. Em jogos que os jogadores tenham mais de uma hora de jogo, o ponteiro dos minutos pode passar mais de uma vez na flecha, mas o acerto do relógio é feito de tal forma que se o tempo do jogador terá terminado quando o ponteiro das horas estiver marcando 6 horas.

Relógio digital[editar | editar código-fonte]

Um relógio de xadrez digital é um dispositivo eletrônico único, feito para contagem de tempo de jogo. No relógio digital a contagem é, normalmente regressiva, ou seja, o display do relógio mostra exatamente quanto tempo o jogador ainda tem de jogo, o final do tempo normalmente sendo sinalizado apenas por um sinal visual, e não sonoro.

O advento do relógio digital permitiu um controle de tempo mais preciso, principalmente para os ritmos alucinantes de "xadrez ping", onde cada um tem menos de 15 minutos de tempo para todos os lances (Apêndice C-Xadrez Relâmpago- da Regra da FIDE). Permitiu também o advento de uma outra modalidade de contagem de tempo, o relógio com atraso, ou relógio com "delay", onde o jogador recebe um bônus de tempo por lance.

Controles de tempo[editar | editar código-fonte]

O controle de tempo ou ritmo do jogo é a maneira com que o relógio será relacionado à partida. O controle mais comum é o de "morte súbita", onde os jogadores tem um determinado tempo para efetuarem seus lances. Outros controles de tempo para xadrez rápido podem incluir 40/20+20/10, onde os jogadores tem 40 minutos para fazer seus primeiros 20 lances e, se não ocorrer morte súbita neste período, terão mais 20 minutos para fazer seus próximos 10 lances.

A Fide chama de xadrez rápido a qualquer jogo em que os jogadores recebem menos de 60 minutos inicialmente.

Relógios aditivos[editar | editar código-fonte]

Os relógios aditivos ou relógios com delay dão ao jogador um bônus de tempo por lance. Existem dois tipos de relógios aditivos, o Fischer e o Bronstein.

Relógio Fischer[editar | editar código-fonte]

O campeão mundial americano de xadrez Bobby Fischer patenteou um tipo de relógio de xadrez, em que cada jogador recebe um bônus de tempo por lance. Basicamente, é programado um bônus, geralmente de alguns segundos, e cada vez que um jogador completa seu lance, acionando o relógio, o bônus de tempo é acrescido ao tempo restante. Um jogador que faça lances em menos tempo que o bônus de tempo poderá, depois de algumas jogadas, ter mais tempo restante do que o tempo concedido inicialmente.

Relógio Bronstein[editar | editar código-fonte]

O campeão mundial soviético de xadrez David Bronstein criou um outro tipo de xadrez com bônus de tempo. Em vez do jogador receber um bônus após fazer o lance, o bônus é descontado antes do tempo regular. Assim, se o bônus de tempo for de 30 segundos, depois de acionado o relógio o tempo do jogador só vai começar a correr realmente depois de esgotado o bônus de tempo para aquele lance. Se o jogador fizer o seu lance durante o bônus de tempo, então nenhum tempo é descontado do tempo restante daquele jogador - mas também não é acrescido nenhum tempo. Assim, um jogador que faça seus lances sempre durante o tempo de bônus, continuará tendo o tempo que foi concedido no início do jogo.


Ícone de esboço Este artigo sobre enxadrismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.