Respiração em líquido

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Respiração em líquido , algumas vezes citada como respiração líquida, é uma forma proposta de respiração em que um organismo que normalmente respiraria um líquido rico em oxigênio (como um perfluorocarbono), em vez de respirar ar. Em teoria, a respiração líquida pode ajudar no tratamento de pacientes com traumas pulmonares ou cardíacos graves, especialmente em casos pediátricos. Respiração líquida também foi proposto para utilização em mergulho de águas profundas[1] [2] e viagens espaciais.[3] Apesar de alguns avanços recentes na respiração em líquido, um modo padrão de aplicação não foi ainda estabelecido.

Respiração em líquido é às vezes chamado respiração em fluido, no entanto, este termo pode ser confuso, pois ambos líquidos e gases são substâncias fluidas.

Citações na ficção[editar | editar código-fonte]

  • No filme Event Horizon de Paul W. S. Anderson a tripulação da nave de resgate Lewis e Clark submergem-se em reservatórios de líquidos conectados a um aparelho de respiração durante o seu vôo de alta velocidade para Netuno. O médico da nave explica que a razão para isso é "Sem um tanque, a força G iria liquefazer o seu esqueleto." referindo-se às imensa forças G as quais a tripulação experimentariam.
  • No filme Oblivion de Joseph Kosinski uma personagem humana sobrevivente da nave que chega à terra expele fluído respirável ao acordar.
  • O filme The Abyss, de James Cameron apresenta um personagem usando a respiração em líquido para mergulhar milhares de metros sem compressão prévia. The Abyss também apresenta uma cena com um rato submerso em líquidos e respirando fluorcarbono, filmado na vida real.[4]
  • No livro O Símbolo Perdido de Dan Brown, o personagem principal, Robert Langdon, é preso em um tanque de líquido respirável, sendo que ele pensa que irá se afogar. Mas na realidade, ele fora submetido a uma infame forma de interrogatório, chamada water boarding, onde o indivíduo acredita estar se afogando, mas está mergulhado em líquido respirável. Então, sente-se obrigado a dizer uma informação à Mal'akh, o vilão da trama, sendo que esta é vital para o desfecho da própria ficção.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Kylstra JA. The Feasibility of Liquid Breathing in Man.. Durham, NC: Duke University, 1977. vol. Report to the US Office of Naval Research. Visitado em 2008-05-05.
  2. menfish. Visitado em 2008-05-17.
  3. Liquid Breathing - Medical uses. Visitado em 2008-05-17.
  4. ALJEAN HARMETZ; FILM; 'The Abyss': A Foray Into Deep Waters - The New York Times