Robert Bourassa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Robert Bourassa
GOQ LLB MAEcon
22º primeiro-ministro do Quebec
Mandato 12 de maio de 1970 a 25 de novembro de 1976
Antecessor(a) Jean-Jacques Bertrand
Sucessor(a) René Lévesque
Segundo Mandato
Mandato 12 de dezembro de 1985
a 11 de janeiro de 1994
Antecessor(a) Pierre Marc Johnson
Sucessor(a) Daniel Johnson, Jr
Membro da Assembleia Nacional de Quebec
Mercier
Mandato 5 de junho de 1966
a 25 de novembro de 1976
Antecessor(a) Jean-Baptiste Crépeau
Sucessor(a) Gérald Godin
Líder da Oposição
Mandato 17 de janeiro de 1970 a 12 de maio de 1970
Antecessor(a) Jean Lesage
Sucessor(a) Jean-Jacques Bertrand
Segundo Mandato
Mandato 14 de junho de 1985 a 2 de dezembro de 1985
Antecessor(a) Gérard D. Lévesque
Sucessor(a) Pierre-Marc Johnson
Ministro das Finanças do Quebec
Mandato 12 de maio de 19701 de outubro de 1970
Antecessor(a) Mario Beaulieu
Sucessor(a) Raymond Garneau
Vida
Nome completo Robert Bourassa
Nascimento 14 de julho de 1933 (81 anos)
Montreal, Quebec,  Canadá
Morte 2 de outubro de 1996 (17 anos)
Montreal, Quebec,  Canadá
Dados pessoais
Alma mater Universidade de Montreal Universidade de Oxford Universidade Harvard
Esposa Andr'ee Simard
Partido PLQ
Profissão Advogado, Economista

Robert Bourassa (Montreal, 14 de julho de 1933  — Montreal, 2 de outubro de 1966) foi um advogado, economista e político canadense. Foi primeiro-ministro do Quebec por dois mandatos: entre 12 de maio de 1970 a 25 de novembro de 1976 e entre 12 de dezembro de 1985 a 11 de janeiro de 1994. Elege-se em 1966 à Assembleia Nacional de Quebec, torna-se líder do Partido Liberal de Quebec em janeiro de 1970 e primeiro-ministro da província após a eleição geral de 29 de abril do mesmo ano.[1]

Teve papel importante durante a Crise de Outubro de 1970, quando o então ministro das finanças, Pierre Laporte, foi assassinado por membros do Front de libération du Québec, ao exigir do então Primeiro-Ministro federal, Pierre Elliott Trudeau, intervenção do exército na província. Introduziu políticas de proteção à língua francesa, fazendo aprovar a Lei 22, precursora da Lei 101. O seguro saúde público (assurance-maladie) de 1970, ajuda jurídica pública de 1973, e a lei de direitos e liberdades individuais de 1975 marcam seu primeiro mandato.

É derrotado nas eleições gerais provinciais de 1976 por René Lévesque, líder do Partido Quebequense.

Na condição de líder do Partido Liberal, assume novamente o cargo de primeiro-ministro em 1985. Porém, não consegue ser eleito em seu próprio distrito, tendo sido eleito para a assembleia provincial em eleição parcial pelo distrito de Saint-Laurent após acordo com Germain Leduc.[2]

Retira-se da política em 1994, sendo subsituído por Daniel Johnson Jr. Falece em 1996 em Montreal, vítima de câncer de pele[3]


Referências

  1. Robert Bourassa - Biographie. Assemblée Nationale du Québec. Página visitada em 2013-01-13.
  2. Germain Leduc - Biographie. Assemblée Nationale du Québec. Página visitada em 2013-01-13.
  3. Came, Barry; Brenda Branswell (1996-10-14). Bourassa, Robert (Obituary). The Canadian Encyclopedia. Historica Foundation. Página visitada em 2007-09-14.


Precedido por
Jean-Jacques Bertrand
Primeiro-ministro do Quebec
1970 - 1976
Sucedido por
René Lévesque
Precedido por
Pierre-Marc Johnson
Primeiro-ministro do Quebec
1983 - 1994
Sucedido por
Daniel Johnson, Jr.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.