Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-rosa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Dezembro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa
1970 • cor • 94 min 
Direção Roberto Farias
Roteiro Roberto Farias
Berilo Faccio
Elenco Roberto Carlos
José Lewgoy
Wanderléa
Erasmo Carlos
Género aventura, musical
País  Brasil
Idioma português
Página no IMDb (em inglês)

Roberto Carlos e o Diamante Cor-de-Rosa é um filme brasileiro, que estreou em julho de 1970, dirigido e produzido por Roberto Farias.[1] O filme teve um público de 2.639.174 espectadores, sendo o filme mais assistido de 1970.[1] Uma aventura através do mundo, ao som das canções do trio líder da Jovem Guarda: Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Os cantores Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléa estão no Japão, quando esta última resolve comprar uma estatueta antiga. Imediatamente ela e seus companheiros começam a ser perseguidos por Pierre, um homem misterioso que lidera uma quadrilha de lutadores orientais. Roberto e Erasmo vão para Israel, mas se desencontram de Wanderléa, que fica no Japão, prisioneira dos bandidos. Em Israel, Roberto e Erasmo pretendem voltar para ir atrás da cantora, mas no hotel eles recebem a estatueta, misteriosamente. Logo depois surge um gênio samurai (que eles chamam de Eugênio), que diz proteger os donos da estatueta. Então eles pedem ao gênio que busque Wanderléa, o que ele faz. Com os três reunidos novamente, eles descobrem um antigo mapa de tesouro fenício escondido na estatueta. Eles tentam decifrar o mapa, mas Pierre volta a perseguí-los. Ao traduzir o mapa, Roberto acha que o lugar descrito está no Brasil, na Baía da Guanabara. Então os cantores vão ao Rio de Janeiro, ainda perseguidos por Pierre.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Agência Nacional do Cinema, Filmes nacionais com mais de um milhão de espectadores (1970/2010) por ano de lançamento [em linha]
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.