O Inimitável

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
O Inimitável
Álbum de estúdio de Roberto Carlos
Lançamento 1968
Gravação 1968
Gênero(s) Rock, Soul
Duração 39:41
Formato(s) LP
Gravadora(s) CBS
Cronologia de Roberto Carlos
Último
Último
Roberto Carlos Em Ritmo de Aventura
(1967)
Roberto Carlos
(1969)
Próximo
Próximo


O Inimitável é um álbum do cantor e compositor Roberto Carlos, de 1968.

Álbum[editar | editar código-fonte]

Primeiro disco lançado após Roberto Carlos deixar o programa Jovem Guarda, da TV Record, "O Inimitável" é considerado o álbum de transição do cantor, embora ainda traga todas as características daquele movimento musical.

Logo na faixa de abertura do LP, com a impactante "E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só" (composição de Antônio Marcos), nota-se uma mudança, já que álbuns anteriores tinham canções mais ingênuas como ("Aquele Beijo que te Dei", "É Tempo de Amar" ou "Gosto do Jeitinho dela"). Este era um sinal de mudanças no repertório do músico, que gradualmente mudaria seu gênero, passando a priorizar canções mais maduras e elaboradas, seja entrando de cabeça no Soul ou seja com Rocks mais profundos e estridentes como "Se Você Pensa" e "As Curvas da Estrada de Santos" do álbum posterior. Dois grandes sucessos de "O Inimitável" foram as músicas "Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo" e "As Canções Que Você Fez Pra Mim" (ambas parcerias com Erasmo Carlos).

"O Inimitável" é também lembrado também pelo flerte de Roberto Carlos com o soul e o funk norte-americanos, como em "Se Você Pensa" (com Erasmo Carlos) e "Ciúme de Você" (de Luiz Ayrão) - dois dos maiores hits desse álbum. A faixa "Madrasta" foi a primeira e única canção defendida em festivais pelo cantor a ser incluída em LP e que possui grande complexidade harmônica, difícil de cantar.

Nesse disco Roberto demonstrou grande potencialidade vocal, nos discos anteriores o importante em suas músicas eram o ritmo, neste a melodia aparece em destaque e sua voz está bem colocada e com todo o seu potencial.

O LP foi eleito em uma lista da versão brasilieira da revista Rolling Stone como o 82º melhor disco brasileiro de todos os tempos.[1]

Faixas[editar | editar código-fonte]

Lado A

N.º Título Duração
1. "E Não Vou Mais Deixar Você Tão Só" (Antônio Marcos) 3:33
2. "Ninguém Vai Tirar Você De Mim" (Hélio Justo / Edson Ribeiro) 2:58
3. "Se Você Pensa" (Roberto Carlos / Erasmo Carlos) 2:42
4. "É Meu, É Meu, É Meu" (Roberto Carlos / Erasmo Carlos) 3:09
5. "Quase Fui Lhe Procurar" (Getúlio Cortes) 3:26
6. "Eu Te Amo, Te Amo, Te Amo" (Roberto Carlos / Erasmo Carlos) 4:01

Lado B

N.º Título Duração
1. "As Canções Que Você Fez Pra Mim" (Roberto Carlos / Erasmo Carlos) 3:32
2. "Nem Mesmo Você" (Helena dos Santos) 2:40
3. "Ciúme de Você" (Luis Ayrão) 3:04
4. "Não Há Dinheiro Que Pague" (Renato Barros) 2:38
5. "O Tempo Vai Apagar" (Getúlio Cortes / Paulo Cézar Barros) 3:38
6. "Madrasta" (Beto Ruschel / Renato Teixeira) 4:13

Banda[editar | editar código-fonte]

  • Roberto Carlos: voz
  • Renato Barros (Renato e seus Blue Caps): guitarra base e guitarra solo
  • Paulo César Barros (Renato e seus Blue Caps): baixo
  • Lafayette: teclados
  • Tony (Renato e seus Blue Caps): bateria

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. Os 100 maiores discos da Música Brasileira - Revista Rolling Stone, Outubro de 2007, edição nº 13, página 115


Ícone de esboço Este artigo sobre um álbum de Roberto Carlos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.