São Valério da Natividade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de São Valério da Natividade
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Aniversário 01/01/1989
Fundação 01/01/1989
Gentílico são-valeriense[1]
Prefeito(a) Jaime Cassoli
(2013–2016)
Localização
Localização de São Valério da Natividade
Localização de São Valério da Natividade no Tocantins
São Valério da Natividade está localizado em: Brasil
São Valério da Natividade
Localização de São Valério da Natividade no Brasil
11° 58' 30" S 48° 14' 02" O11° 58' 30" S 48° 14' 02" O
Unidade federativa  Tocantins
Mesorregião Oriental do Tocantins IBGE/2008[2]
Microrregião Dianópolis IBGE/2008[2]
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área 2 519,572 km² [3]
População 4 384 hab. IBGE/2010[4]
Densidade 1,74 hab./km²
Altitude 360 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,674 médio PNUD/2000[5]
PIB R$ 41 645,413 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 8 289,29 IBGE/2008[6]
Página oficial

São Valério da Natividade é um município brasileiro do estado do Tocantins. Localiza-se a uma latitude 11º58'30" sul e a uma longitude 48º14'01" oeste, estando a uma altitude de 360 metros. Sua população estimada em 2004 era de 5 679 habitantes. Possui uma área de 2547,31 km².

Apinajé[editar | editar código-fonte]

Uma das peculiaridades do Município de São Valério encontra-se no distrito de Apinagé, localizado a 60 quilômetros da sede. Esta localidade, as margens do rio Manoel Alves,e um atrativo de turistas que procuram beleza e conforto. A praia Por do Sol fica em uma ilha de travessia por uma passarela e por barcos, um lugar encantador e preservado por todos os moradores. mais baixo no rio temos mais uma ilha e uma cachoeira, um lugar de belezas excêntricas e paisagens encantadoras. Todas as casas possuem energia elétrica e água encanada. O povoado possui cerca de 500 moradores.

Desde o ano de 2003, essa vida pacata, vem sendo alterada pela presença de paranaenses que estão chegando para plantar soja. Está sendo iniciada a derrubada sistemática do cerrado.

Uma outra curiosidade é que a ligação entre Apinajé e o município de Santa Rosa do Tocantins é feita através de uma balsa movida a tração humana, existe um balseiro que conduz a balsa de um lado para outro da margem do rio, utilizando apenas a força braçal. O rio em questão possui cerca de 400 metros de largura. Após alguns anos, a balsa foi substituída por uma ótima balsa.

A história deste lugar está sendo escrita pelo historiador paranaense João Luis Scopel, que desde 2003 vem documentando as transformações que a região vem passando e pela estudante de Agronomia Alessandra marques Rodrigues.

Referências

  1. Editores do VOLP (2009). Busca no vocabulário. Academia Brasileira de Letras. Página visitada em 29/04/2013.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  4. Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.

Alessandra Marques.

Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do Tocantins é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Alessandra Marques Rodrigues