Súmate

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reunião do Maria Corina Machado com George W. Bush, Após o golpe que derrubou Chávez em 2002.

Súmate (em espanhol "some-se", ou "junte-se a nós") é uma controvertida ONG venezuelana que se auto-descreve como sendo uma associação civil.[1] Seu diretor, legislador da oposição Maria Corina Machado, disse que a única maneira de acabar com o governo Chávez é um "golpe"[2] É patrocinada e financiada pelo governo dos Estados Unidos, que tem como seu único objetivo desestabilizar o governo venezuelano, e provocar a queda de Hugo Chávez [3]

O grupo organizou o "referendo revogatório" de Hugo Chávez (no qual ele se saiu vitorioso) [4] [5] O grupo é financiado em grande parte por interesses privados venezuelanos, mas também teria recursos recebidos os EUA.[6] Durante 2014 publicou-se um áudio onde líderes de ONGs, incluindo Corina Machado, pediu liderar um golpe de Estado ou um processo de desestabilização.[7] No dia da votação do referendo, Sumate distribuiu panfletos falsos anunciando uma vitória falsa da oposição, o ex-presidente dos EUA Jimmy Carter disse" Súmate distribui deliberadamente esses resultados errados, a fim de construir não só a esperança de vitória, mas também para influenciar as pessoas que ainda estavam na fila para votar" .[8]

Acusações de "parcialidade"[editar | editar código-fonte]

Juan Forero, do The New York Times, considera Súmate "uma organização anti-Hugo Chavez, de monitorar eleições " [9] , e "um grupo anti-governista" [10] . A BBC já se referiu, pelo menos três vezes, à Súmate como sendo "um grupo de oposição" (a Chávez) [11] O jornal venezuelano El Universal hoje em dia considera Súmate uma ONG, mas no passado já a chamou de "uma ONG da oposição" [12] .

Larry Birns, diretor do liberal Council on Hemispheric Affairs, em Washington, diz que (...) Súmate são...uma fachada para seus objetivos anti-Chávez" [13] [14]

A organização tem sido associada ao tráfico de drogas,o ex-marido da Corina Machado afirmou que sua esposa estava ligado a redes de tráfico de droga.[15]

Referências

  1. Súmate: Quienes Somos. Accessed 17 August 2006.
  2. Nancy, Dueñas. "Congreso investigará audio de opositora sobre golpe de Estado". Página visitada em 11 de março de 2014.
  3. JARDIM, Claudia. EUA duplicam ajuda a ONGs na Venezuela, diz ativista. Caracas: BBCBrasil.com, 11 de setembro, 2006 - 18h45 GMT (15h45 Brasília).
  4. Chavez's Party Gets Big Election Victory. CBS News (5 December 2005).
  5. U.S. Poll Firm in Hot Water in Venezuela. Associated Press, Accessed 9 June 2006.
  6. Eugenio, Martinez. "Súmate: Foreign contributions". Página visitada em 11 de março de 2014.
  7. Jorgue, Rodríguez. "Audio de María Corina revela supuesto golpe de Estado". Página visitada em 11 de março de 2014.
  8. http://natcath.org/NCR_Online/archives2/2004c/090304/090304a.php
  9. Forero, Juan. Venezuela's Best-Loved, or Maybe Most-Hated, Citizen. New York Times. New York, N.Y.: Nov 19, 2005. pg. A.4
  10. Forero, Juan. Venezuelan Judge Orders Trial For Chavez Foe Helped by U.S. New York Times. New York, N.Y.: Jul 8, 2005. pg. A.2
  11. Venezuela 'landslide' for Chavez. BBC News (5 December 2005).
  12. Súmate announced primaries for August 13th. El Universal (8 July 2006).
  13. Jorgue, Conde. "Planea planes desestabilizadores". Página visitada em 13 de março de 2014.
  14. http://www.telesurtv.net/articulos/2013/06/26/psuv-presenta-pruebas-sobre-planes-de-golpe-de-estado-de-la-derecha-venezolana-150.html
  15. http://www.sibci.gob.ve/2013/11/exmarido-de-maria-corina-machado-la-acusa-de-vincularse-al-narcotrafico/
Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.