Sansão e Dalila (1949)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde setembro de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros, acadêmico)Yahoo!Bing.
Samson and Delilah
Sansão e Dalila (PT/BR)
 Estados Unidos
1949 • cor • 131 min 
Direção Cecil B. DeMille
Roteiro Fredric M. Frank
Vladimir Jabotinsky
Elenco Hedy Lamarr
Victor Mature
George Sanders
Angela Lansbury
Henry Wilcoxon
Olive Deering
Fay Holden
Julia Faye
Género drama bíblico
Idioma inglês
Página no IMDb (em inglês)

Sansão e Dalila (no original em inglês: Samson and Delilah) é um filme estadunidense de 1949, um épico realizado por Cecil B. DeMille.

O argumento do filme foi adaptado da célebre história biblíca de Sansão e Dalila, no Livro dos Juízes. Possui cenas clássicas como a famosa e monumental destruição do templo.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O hebreu Sansão, famoso pela sua força descomunal, fica noivo de uma mulher filistéia chamada Semadar. Ela é morta logo depois do casamento pelos filisteus na tentativa de matar Sansão. A irmã de Semadar, Dalila, que é apaixonada por Sansão, porém é muito ambiciosa, tenta descobrir o segredo da força de Sansão em troca de pratas e riqueza. Após descobrir que a força está em seu cabelo, Dalila o corta e entrega Sansão aos filisteus sem saber que seu povo o deixará cego e o fará sofrer. No final, a força de Sansão volta e ele acaba matando todos os filisteus em um templo onde ia ser chicoteado.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • Groucho Marx tinha como uma das frases mais lembradas aquela que dizia não ter ido assistir a Sansão e Dalila, pois sabia que não iria gostar de um filme em que "o mocinho" (Victor Mature) tinha mais peito que a "mocinha" (Hedy Lamarr).
  • Em uma cena do filme clássico de 1950 Sunset Boulevard (br.:Crepúsculo dos Deuses), a personagem da ex-estrela do cinema mudo Norma Desmond (interpretada por Gloria Swanson) vai ao Estúdio da Paramount e encontra o diretor Cecil B. DeMille num set de filmagens (que na vida real estava dirigindo Samson and Delilah).
  • De acordo com a Bíblia, Sansão era nazireu de Deus e sua força era provida por Ele quando clamava ao Espírito de Deus. Quando dissera a Dalila que sua forca provinha de seus cabelos desagradou a Deus que lhe dissera para jamais falar a ninguém sobre isso, porquanto era nazireu de Deus e sobre seus cabelos nao passaria navalha. Ao revelar a Dalila sobre isso, o Espírito de Deus se afastou de Sansão e sua força descomunal, que era na verdade, do Espírito de Deus, foi-se embora também. Sua força nada tinha a ver com seu cabelo, mas com o temor e a obediência a Deus.
  • Foi o último filme do ator do cinema mudo, que atuou em mais de 300 filmes, Frank Mayo, num pequeno papel não-creditado.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Frank Mayo no IMDB