Sexto Júlio Severo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sexto Júlio Severo (em latim Sextus Julius Severus) foi um reputado militar e político romano do século II.

História[editar | editar código-fonte]

Sexto Júlio Severo foi cônsul ordinário em 127 d.C., após o qual foi designado como governador em Mésia. Por volta de 131, durante o principado de Adriano, foi designado como Governador da |Britânia.

Em 133 estourou na Judeia a Revolta de Bar Kokhba. A violenta sublevação surpreendeu Roma. Simão bar Kokhba somou às suas filas judeus oriundos de todo o império e obteve rápidas vitórias conquistando Jerusalém onde se proclamou rei e mandou a cunhar moedas comemorativas com a lenda: Ano da redenção de Israel.

Adriano, que se encontrava na Síria, frente da situação e temendo que os distúrbios se estendessem para outros sítios do império, decidiu enviar Severo. Este reuniu um forte exército. Severo visou a evitar uma batalha campal, preferindo isolar e eliminar pequenos grupos e as populações em que podiam encontrar suporte.

No verão de 135 caiu Jerusalém, e os sobreviventes retiraram-se para a fortaleza de Betar (ou Bether), que foi sitiada e tomada a 9 de agosto de 135. As perdas romanas foram grandes, incluída a Legião XXII Deiotariana. Porém, a destruição na Judeia foi incomensurável. Segundo Dião Cássio faleceram 580.000 judeus, e 50 cidades e 985 aldeias foram arrasadas.[1] Os sobreviventes dispersaram-se por todo o mundo e Jerusalém foi arrasada. No seu lugar foi levantada uma população greco-romana, Aélia Capitolina.

Controlada a rebelião, Severo foi enviado para a Bitínia, a qual, em termos de Dião Cássio:

Cquote1.svg não precisava de força armada, senão de um governador e líder que fosse justo, prudente e um homem distinguido. Severo possuía todas essas qualidades. E ele soube administrar tanto os seus assuntos privados como os públicos de tal modo que até mesmo hoje é recordado.[1] Cquote2.svg

Referências

  1. a b Dião Cássio, História de Roma, LXIX.xiv.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Dião Cássio (2004), Historia Romana, Madrid: Editorial Gredos. ISBN 978-84-249-2727-1
  • BIRLEY, Anthony Richard. The Roman government of Britain , Oxford University Press, 2005, ISBN 0-19-925237-8
  • HORBURY, William, FINKELSTEIN, Louis, DAVIES, W. D. e STURDY, John. The Cambridge History of Judaism : Volume 3, The Early Roman Period , Cambridge University Press, 1999, ISBN 0-521-77248-6, 9780521772488

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Precedido por:
Desconhecido.
Anterior:
Trébio Germano
Governador da Província Romana da Britânia
131133
Sucedido por:
Públio Múmio Sisena