Shiksa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Shiksa (em iídiche: שיקסע, polonês: siksa) ou shikse, é uma palavra iídiche e polonesa (também conhecido como чикса em russo), sendo assimilada pelo inglês, principalmente na cultura judaica da América do Norte , em que pode ser usado como um termo pejorativo para designar originalmente mulheres não-judias, mas agora é muitas vezes usado de forma. Nem todas as mulheres gentias não-judias são referidas como shiksas, apenas aquelas que estão interagindo com o Judaísmo de alguma forma,como por exemplo, se encontrando com homens judeus, casando-se com um judeu, etc. Normalmente, embora não exclusivamente, "Shiksa" refere-se a uma mulher atraente, o tipo que mais facilmente podem seduzir os homens e os meninos judeus para desviar-se de mulheres de sua própria fé. Entre os judeus ortodoxos, o termo pode ser usado para descrever jovens mulheres judias que não seguem preceitos religiosos ortodoxos. [Carece de fontes?] O termo equivalente para um homem não-judeu é shegetz.

Na América do Sul (Argentina, Brasil, Uruguai), o termo shiksa é usado por asquenazes e sefarditas para indicar uma empregada ou empregada doméstica e não simplesmente uma mulher não-judia.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

http://www.thefreedictionary.com/shiksa