Sopatro de Apameia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sopatro de Apameia (m. antes de 337) foi um distinto filósofo neoplatónico e sofista.

Foi um discípulo de Jâmblico. Depois da morte deste (c. 325) viajou até Constantinopla, onde gozou dos favores e da amizade pessoal de Constantino.

A Suda diz que escreveu diversas obras, incluindo Sobre a prudência (Περὶ Προνοίας), e outra chamada ""Sobre as pessoas que são inevitavelmente afortunadas e desgraçadas" (περὶ τῶν παρὰ τὴν ἀξίαν εὐπραγούντων ἢ δυσπραγούντων).[1]

É distinto de outro sofista também de nome "de Apameia" que escreveu epítomes de variados autores e provavelmente também a obra "Extractos históricos".[2] , da qual Fócio[3] preservou um resumo, a partir do qual parece conter uma vasta variedade de factos e ficção, colectada de um grande número de autores.

Sopatro foi um de muitos ordenados à morte por Constantino antes de 337. Zósimo deriva a morte de Sopatro das maquinações de Ablávio.[4]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Suda, Sopatros, Sigma 845.
  2. Suda, Sopatros, Sigma 848.
  3. Photius, Bibliotheca Cod. 161
  4. Zosimus, ii. 40

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Este artigo contém texto do Dictionary of Greek and Roman Biography and Mythology (em domínio público), de William Smith (1870).