Strand (Londres)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2012).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ilustração do século XIX mostrando a Strand em frente à Somerset House, com a igreja de St. Mary-Le-Strand ao fundo.

Strand é uma rua na Cidade de Westminster, em Londres, Inglaterra, no Reino Unido.[carece de fontes?] Atualmente se inicia na Trafalguar Square, e segue a leste até juntar-se à Fleet Street no Temple Bar, que marca a fronteira da Cidade de Londres - embora seu comprimento tenha chegado a ser maior, ao longo da sua história.

A rua é comumente chamada de The Strand, embora o endereço oficial seja simplesmente "Strand" - como em "366 Strand", e não "366, The Strand", por exemplo.

Duas estações do metrô londrino já receberam o seu nome: a antiga estação de Strand, atualmente chamada de estação de Aldwych, que não mais é utilizada, na linha Piccadilly, e antiga "estação Strand" na linha Norte, que atualmente faz parte da estação de Charing Cross.

História[editar | editar código-fonte]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O nome Strand vem do inglês antigo, e significava "praia", "costa" ou "margem de rio". Diversos outros idiomas germânicos também derivaram palavras derivadas da mesma raiz, significando "praia", e muitas praias na Irlanda ainda são chamadas de strands.

Origens[editar | editar código-fonte]

Strand, Cidade de Westminster.

A atual Strand segue o percurso da antiga Akeman Street, estrada romana que corria paralelamente ao rio, rumo a Chiswick, saindo de Londínio.1 Juntamente com Aldwych, foi uma das principais áreas de povoamento desde a era anglo-saxã a se dar fora dos antigas cidades muradas romanas. Na Idade Média tornou-se a principal rota de ligação entre a Cidade de Londres, centro comercial e civil da Inglaterra, e a Cidade de Westminster, centro político nacional desenvolvido em torno do Palácio Real de Westminster. Nos registros arqueológicos existem consideráveis evidências de ocupação ao norte de Aldwych, porém muito da antiga margem do rio foi coberta por entulho com a demolição da Somerset Place, antiga residência real construída na era dos Tudor, destruída para a criação duma grande plataforma onde futuramente foi construída a primeira Somerset House, no século XVI.2

Referências

  1. Archaeology: The Romano-British Period, A History of the County of Middlesex: Volume 1: Physique, Archaeology, Domesday, Ecclesiastical Organization, The Jews, Religious Houses, Education of Working Classes to 1870, Private Education from Sixteenth Century (1969), pp. 64-74. (visitado em 22 de julho de 2008).
  2. The Strand (southern tributaries), Old and New London: Volume 3 (1878), pp. 63-84 (visitado em 22 de julho de 2008)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Raymond Mander and Joe Mitchenson (1968) The Lost Theatres of London. Rupert Hart-Davis.
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Inglaterra é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.