Sven Hassel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Sven Hassel (nascido em 19 de Abril de 1917 e falecido em 21 de Setembro de 2012) é um romancista dinamarquês. Seu verdadeiro nome é Sven Pedersen. Para tentar escapar da miséria, decorrente da Grande Depressão de 1929, alistou-se em 1937 como soldado no exército alemão, entrando em combate na Segunda Guerra Mundial, inclusive num regimento disciplinar (descrito maravilhosamente no seu livro Gestapo) deslocando para a luta na frente russa sob as piores condições de vida e de combate, lavra mais um tento e enriquece a literatura de guerra com outro excelente romance antibélico, que vem juntar-se à série de seus livros que tiveram como pano de fundo a conflagração mundial de 1939/1945, como mencionado Gestapo e mais Corte Marcial, O Batalhão Maldito, Monte Cassino e Morte nas Estepes. Escreveu vários livros de sucesso, sempre retratando a camaradagem que irmanava os soldados e os horrores da guerra. Pode-se considerar os livros de Hassel, definitivamente, um grande especialista no seu gênero literário e ocupa lugar de destaque entre os melhores escritores europeus do momento, em resumo, suas obras tem como equivalentes da Segunda Guerra Mundial aos livros de Erich Maria Remarque (romancista alemão cujo primeiro livro tinha como pano de fundo a Primeira Guerra Mundial).

Ícone de esboço Este artigo sobre a biografia de um(a) escritor(a), poeta ou poetisa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.