Túnel do Simplon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Túnel do Simplon
NEAT LBT engl.png
O túnel do Simplon é a linha recta amarela
Informação
Tipo Túnel ferroviário
Comprimento 19,8 Km
Tráfego Entre Brigue e Iselle
Concessão CFF
Localização
Localização Flag of Canton of Valais.svg Valais - Regione-Piemonte-Stemma.svg Piemonte
Coordenadas 46° 19' 25" N 08° 0' 11" E
Histórico
Início da construção 1898 e 1912
Conclusão da obra 1905 e 1921
Abertura 1906
Especificação
Galeria Duas
Via Uma por galeria
Bitola padrão

O Túnel do Simplon é um túnel ferroviário sobre os Alpes que liga a cidade de Briga Suíça à localidade de Iselle no Piemonte, Itália.

O túnel que festejou o seu centenário em 2006, tem duas galerias e o seu comprimento é de 19.8 km. Inaugurado a 19 de Maio de 1906 com uma só galeria, a segunda foi escavada mais tarde e só foi inaugurada em 1921. O túnel do Simlon foi durante mais de 70 anos, precisamente até 1982, o maior túnel ferroviário do mundo [1] .

História[editar | editar código-fonte]

O Simplon foi desde a época do Mesolítico utilizado para uma ligação Norte-Sul como o demonstraram as descobertas feitas e datadas de 2100 anos a.C. Mais tarde o que é conhecido como "a passagem dos burros" foi largamente utilizado e é esse caminho que está na origem da estrada mandada abrir por Napoleão.

.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Furado quase inteiramente à mão com picaretas, e com poucas porções dinamitadas porque tinha sido inventado em 1867, chegou a ter 4 000 trabalhadores do lado suíço e 10 000 do italiano. Em condições de trabalho inimagináveis hoje em dia - temperaturas da ordem dos 45 o ou galerias inundadas - os trabalhos provocaram a morte de 67 operários operários italianos [1] .

Lausana-Sion-Briga[editar | editar código-fonte]

A construção do túnel impôs-se na altura em que o caminho de ferro era o melhor meio de progresso e assim esta linhas foi construída entre 1857 e 1878 em diferentes porções. A primeira foi a Martigny-Saint Maurice-Le Bouveret, aberta pela Companhia da Linha de Itália - uma porção da Linha do Tonkin - que se chamará a partir de 1890 a Companhia do Jura-Simplon. Depois Sion em 1860, Sierre em 1868, Saint-Maurice e Villeneuve em 1860 pela Companhia da Suíça ocidental. Em 1874 a Companhia do Simplon compra a Companhia da Linha de Itália. e constrói a linha de Sierre a Briga entre 1877-78.

Túnel[editar | editar código-fonte]

Esta linha não teria o renome que tem sem a abertura a 23 de Janeiro de 1906 do Túnel do Simplon, que com os seus 19,8 km era o maior do mundo, e o tráfego ainda aumenta mais com a abertura em 1922 da segunda galeria.

Datas[editar | editar código-fonte]

  • 1898; começo dos trabalhos de abertura do túnel
  • 1905; fim da abertura
  • 28 de Maio de 1906; inauguração
  • 1906; electrificação
  • 1912; começo dos trabalhos de abertura da 2da galeria
  • 1921; fim dos trabalhos de abertura da 2da via.

Características[editar | editar código-fonte]

  • Paises; Suíça  Itália
  • Comprimento; 19,8 km
  • Declive: min. 2 ‰, máx. 7 ‰
  • Galerias
    • Primeira; 1898-1905
    • Segunda; 1913-1921
  • Inauguração
  • Electrificação; segundo as normas suíças de 15 000 V e 16 Hz 2/3 até Domodossola,

Utilização[editar | editar código-fonte]

Unicamente em relação ao serviço de passageiros a linha é utilizada por seis grandes serviços, pois além deste á um grande movimento de mercadorias e mesmo de

  • O Trans Europ Express entra em funcionamento nesta linha e 1961 com o TEE Cisalpino que faz a ligação Paris-Milão
  • O TGV francês, faz o trajecto Paris (Estação de Lyon) — Lausana que é explorada pela SNCF e pelos CFF e para manter as denominações tradicionais dos grandes expressos europeus vai chamar-se-lhes: Lemano e Cisalpino.
  • O EuroCity desde 1988 com Genebra-Milão via Lausana.
  • O Cisalpino desde 1996
  • O Orient Express circulou até 1977 entre Paris e Constantinopla, hoje Istanbul.

Imagens[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b SwissInfo: Centenário (em francês) - Jul. 2012