Topiária

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Topiária nos jardins do Château de Villandry.
Royal Flora Expo 2006, Chiangmai, Tailandia
Cupressus no parque do Retiro, Madrid

Topiaria é a arte de podar plantas em formas ornamentais. Consite na prática da jardinagem que consiste em dar formas artísticas às plantas mediante corte com tesouras de podar.

Conhecem-se evidências de prática de topiaria desde os romanos, tendo a arte sido retomada com vigor no Renascimento italiano, e culminado com André Le Nôtre, o criador dos jardins de Versalhes em 1662, com a utilização de várias espécies (principalmente o buxo) para obter formas cónicas e piramidais.

Com o estilo de jardins do período vitoriano, na Inglaterra do século XIX, as formas utilizadas na arte da topiaria passam a ser arredondadas, meias luas, rombos, corações e arcos.

Para "esculpir" uma planta são necessários, normalmente, vários anos de intervenções que consistem, entre outras técnicas, em utilizar estacas e armações para guiar o crescimento e obter as formas que de outra maneira seriam impossíveis de conseguir.

Algumas das espécies vegetais utilizadas, para além do buxo, são as dos géneros Ligustrum (lentiscos), Lantana (lantana), Lonicera (madressilvas) e Hedera (hera), ou Prunus laurocerasus (o louro cerejo) e o alecrim.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Topiária

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Curtis, Charles H. and W. Gibson, The Book of Topiary (reprinted, 1985 Tuttle), ISBN 0-8048-1491-0
  • Lloyd, Nathaniel. Topiary: Garden Art in Yew and Box (reprinted, 2006)
  • European Boxwood and Topiary Society www.ebts.org