Tri-varga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Tri-varga, (trivarga ou traiy-varga do sânscrito lit. as três metas, ou três propósitos) são: dharma (धर्म), artha (अर्थ) , kama (कर्म). Ou também purusharthas.

Segundo a maioria das filosofias hindus são as metas da vida mundana: para satisfazer kama a entidade viva deve se empenhar em artha, ou atividades realizadas para o desenvolvimento econômico tais como o trabalho em suas diferentes formas. Sem recursos materiais auferidos por artha a entidade viva dificilmente consegue satisfazer seus desejos de kama. Dharma são as atividades de religiosidade mundana, tais como moral e bons costumes, essenciais para se alcançar artha e kama; pois uma pessoa sem disciplina, cheia de vícios, inescrupulosa, etc. terá dificuldade para se empenhar no trabalho e adquirir kama.

Moksha é considerado o que está além do tri-varga, para aqueles que já estão liberados destas atividades que prendem as demais entidades vivas, é o paramapurusha-artha, ou a atividade primordial que uma entidade desfrutando existência mundana deve se empenhar em alcançar.

Nos ensinamentos da bhakti-yoga, o principal ramo da yoga, moksha é considerada tambem uma meta materialista, já que desejar a própria liberação também é egoísmo. Como é explicado por Krishna na Bhagavad-gita, no verso 9.2 ("raja vidya raja guhyam/ pavitram idam uttamam/ pratyaksavagamam dharmyam/ su-sukham kartum avyayam", cuja tradução é "Este conhecimento é o rei da educação, o mais secreto de todos os segredos. Este é o conhecimento mais puro e porque dá direta percepção do eu, através da realização, é a perfeição da religião. É eterno e executa-se alegremente.") bhakti, ou seja, o serviço devocional imaculado à Suprema Personalidade de Deus, é a verdadeira meta da vida, pois está além de qualquer desejo egoísta(Carece de fontes, pois não está de acordo com outras afirmações das escrituras, demonstrando ser uma afirmação tendenciosa. Aqueles que compreendem plenamente o termo Ego, percebem claramente que tanto desejar a liberação quanto desejar ser um eterno servo do Senhor, caracterizam um desejo egóico. Outro momento em que nota-se a tendência é quando se diz "o principal ramo da yoga...")Para quem pratica o serviço devocional, a liberação é insignificante, pois o próprio serviço devocional já começa do estágio liberado. E a principal forma de se praticar bhakti-yoga é cantando os Santos Nomes de Deus, em especial o maha-mantra: Hare Krishna, Hare Krishna, Krishna Krishna, Hare Hare/ Hare Rama, Hare Rama, Rama Rama, Hare Hare.

Ícone de esboço Este artigo sobre Hinduísmo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.