Urias, filho de Semaías

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Urias, filho de Semaías, de Quiriate-Jearim, foi um profeta de Jeová, executado a mando do rei Jeoaquim.

Seu nome, Urias, significa o senhor é a minha luz.[1]

Em 609 a.C.,[2] Urias, profetizando em nome de Jeová, repetiu as palavras de Jeremias, contra a cidade de Jerusalém e a terra de Judá.[3] O rei Jeoaquim e seus principais homens ouviram suas palavras, e quiseram matá-lo, mas ele fugiu para o Egito.[4]

Jeoaquim enviou seus homens ao Egito, chefiados por Elnatã, filho de Acbor,[5] e o trouxeram de volta, para o rei, que o mandou executar à espada, sendo seu corpo jogado nas sepulturas da plebe.[6] Jeoaquim era vassalo do Egito, o que tornava fácil trazer de volta um homem acusado de traição.[7]

Jeremias escapou de ser morto por causa de Aicão, filho de Safã.[8]

De acordo com Carl Friedrich Keil e Franz Delitzsh, esta história foi introduzida no livro de Jeremias para mostrar o grande perigo que o profeta corria.[9]

Referências

  1. Easton's Bible Dictionary, Urijah [em linha]
  2. James Ussher, The Annals of the World [em linha]
  3. Jeremias 26:20
  4. Jeremias 26:21
  5. Jeremias 26:22
  6. Jeremias 26:23
  7. Albert Barnes, Notes on the Bible (1834), Jeremiah Chapter 26 [em linha]
  8. Jeremias 26:24
  9. Carl Friedrich Keil e Franz Delitzsh, Biblical Commentary on the Old Testament (1857-78), Jeremiah 26 [em linha]