Veneridae

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaVeneridae
Callista brevisiphonata.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Mollusca
Classe: Bivalvia
Subclasse: Heterodonta
Ordem: Veneroida
Subordem: Sphaeriacea
Família: Veneridae
Rafinesque, 1815
Gêneros
ver texto

Veneridae é uma família de moluscos bivalves da ordem Veneroida. Em português chama-se a família dos Venerídeos.

Classificação[editar | editar código-fonte]

A classificação dessa família tem sido objeto de controvérsia desde os anos 1930. O sistema de classificação de Keen (1969), que agrupa 12 subfamílias, é um dos mais usados. Algumas espécies tiveram seu gênero mudado (includindo gêneros em diferentes subfamílias) por causa de inúmeras tentativas de se criar uma organização mais aceitável para a classificação ou taxonomia dessa família.

Características[editar | editar código-fonte]

CretaceousVenerid.jpg
CretaceousVeneridDentition.jpg

As características utilizadas para classificar este grupo tendem a ser superficiais, baseadas em características externas, especialmente da concha.

  • Possuem um ligamento posterior externo;
  • uma área anterior bem demarcada, chamada de lúnula;
  • três estruturas encaixáveis, chamadas de dentes cardinais, na parte superior de cada valva;
  • dentes laterais anteriores aos dentes cardinais em algumas das subfamílias: um na valva esquerda, e dois na valva direita (algumas vezes, mais difíceis de localizar).
  • As bordas inferiores internas das valvas podem ser finamente denteadas ou lisas.
  • A escultura da concha tende a ser primariamente concêntrica, embora também haja ornamentações radiais e bifurcações (ver Gafrarium), e raramente espinhos (Pitar lupanaria, por exemplo).

Características específicas de determinadas espécies de venerídeos[editar | editar código-fonte]

Uma pequena subfamília, Samarangiinae, foi criada para uma única e rara espécie encontrada em recifes de coral que possui uma camada de areia cimentada ou lama que a recobre e fornece proteção contra predadores (camuflagem) ao mesmo tempo em que aumenta a espessura de sua concha.

De modo geral, alguns venerídeos possuem o formato de sua concha bem adaptado ao meio em que vivem. A espécie Tivela, por exemplo, tem as bordas triangulares típicas das assim chamadas surf clams (algo como "mariscos surfistas") em outras famílias de bivalves, e ocorre frequentemente em zonas de surfe.

Algumas Dosinia possuem um formato discóide semelhante às espécies da família Lucinidae; ambas espécies de bivalves circulares tendem a fazer escavações profundas dentro do sedimento.

Aguarda-se para breve uma reclassificação dos membros desta família, como resultado de pesquisas recentes em sistemática molecular deste grupo.

Subfamílias de acordo com Keen (1969)[editar | editar código-fonte]

  • Chioninae
  • Circinae
  • Clementinae
  • Cyclinae
  • Dosiniinae
  • Gemminae
  • Meretricinae
  • Pitarinae
  • Samaranginae
  • Sunettinae
  • Tapetinae
  • Venerinae

Gêneros[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Keen, A. M. (1969). Superfamília Veneracea. pp. 670-690, in: Leslie Reginald Cox et al., Part N [Bivalvia], Mollusca 6, vols. 1 and 2: xxxvii + 952 pp. Tratado sobre paleontologia de invertebrados. Lawrence, Kansas (Sociedade Geológica da América & Universidade do Kansas).
  • Powell A. W. B., New Zealand Molluscs, William Collins Publishers Ltd, Auckland, Nova Zelândia, 1979. ISBN 0-00-216906-1

Galeria[editar | editar código-fonte]