Verso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

<wiki></ref>data=setembro de 2014}} Verso é cada uma das linhas que constituem uma estrofe num poema. Existe tanto a poesia prosaica, desprovida das características básicas, isto é, rima, métrica ou mesmo ritmo, quanto a prosa poético, impregnada na poesia.Precisamos, contudo, conhecer a técnica adotada pelos clássicos.

Sílaba gramatical e sílaba poética[editar | editar código-fonte]

A contagem da sílaba poética difere da gramatical. Sem procurar, desnecessariamente, definir algo que é quase intuitivo para o leitor, vejamos um exemplo de divisão silábica segundo a gramática: E/nem/ te/ nho/ u/ ma/ som/ bra /de/ flo/ res/ ta... Esses versos de Castro Alves têm, no entanto, a seguinte divisão em sílabas poéticas: E/ nem/ te/ nho u/ma/ som/ bra/ de/ flo/ res/(ta)[hungt]

  • Só contam as sílabas dos versos até a última tônica.
  • Quando uma palavra terminar por vogal átona e a palavra seguinte começar por vogal, também átona, as sílabas que contêm essas vogais constituirão em uma só sílaba poética.
  • Os hiatos podem se transformar em ditongos e estes, embora com menos frequência, em hiatos. Quando uma palavra termina por M e a seguinte começa com vogal, pode haver o desaparecimento da consoante; teremos, então, a figura poética chamada elipse.
Ícone de esboço Este artigo sobre literatura é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.