Warg

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde outubro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Warg com cavaleiro

Na língua norueguesa antiga, vargr é um termo para o lobo (em inglês) "wolf" (ulfr). Na mitologia nórdica os wargs se tratam particilarmente dos lobos demoniacos: Fenris, Skoll e Hati. Baseado nisto, J.R.R. Tolkien em suas obras usou a forma em inglês arcaico warg como referência para uma espécie de lobo especialmente ameaçadora.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

No proto-germânico, wargaz significa "estrangulamento" e por conseguinte "malfeitor, criminoso, pária e excomungado". Varg ainda é no sueco moderno a palavra para o “lobo”. Em holandês, o glutão às vezes chamado de Warg, embora o nome Veelvraat seja mais comumente usado.

Wargs na obra de Tolkien[editar | editar código-fonte]

Provido do inglês arcaico warg, os Wargs ou Lobos Selvagens são, na mitologia de Tolkien, uma espécie de lobo violento, que habita a Terra Média. Geralmente acompanham com os Orcs, a quem permitiram serem montados nas batalhas. É provável tenham descendidos dos lobos de caça da linhagem de Carcharoth da Primeira Era.

O conceito de lobo-equitação dos Orcs aparece primeiramente no The Tale of Tinúviel, uma versão anterior da história de Beren e de Lúthien escrito na década de 1920 e publicado posteriormente como parte da coleção de livros The History of Middle-earth.

Em O Hobbit, os Wargs aparecem duas vezes, na perseguição de Bilbo Bolseiro (ou Bilbo Baggins em inglês e em português europeu), Gandalf e os anões ao leste das Montanhas Sombrias, posteriormente na Batalha dos Cinco Exércitos. E no Senhor dos Anéis os orcs e nao os uruk-hai o utilizaram para fazerem uma emboscada ao povo de Rohan nas colinas.

Warg na obra de George R.R. Martin[editar | editar código-fonte]

Em "As crônicas de gelo e fogo, "warg" é um tipo específico de troca-pele. Estes são seres humanos capazes de se desprender de seu corpo e se conectar a diferentes seres, sejam animais, plantas e até outros seres humanos. Por isso, na história, wargs são troca-peles que se conectam especificamente a lobos.

Ícone de esboço Este artigo sobre a obra de J. R. R. Tolkien é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.