William Masters

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

William Howell Masters (Cleveland, 27 de dezembro de 1915Tucson, 16 de fevereiro de 2001) foi um ginecologista estadunidense, mais conhecido por fazer parte da clínica de estudos da sexualidade Masters e Johnson. Junto a Virginia E. Johnson, foi um pioneiro no estudo da resposta sexual humana e no diagnóstico e tratamento das desordens e disfunções sexuais, entre 1957 e a década de 1990.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Masters graduou-se no Hamilton College e foi professor da Washington University, em St. Louis. Masters conheceu Virginia Johnson em 1957, quando a contratou como assistente para um estudo sobre sexualidade humana. Em 1969, divorciou-se da primeira esposa, casando-se com Johnson. Vieram a se divorciar três décadas depois, enquanto concluíam suas pesquisas.[1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. "William H. Masters, a Pioneer in Studying and Demystifying Sex, Dies at 85", New York Times, 19 de fevereiro de 2001. Página visitada em 2008-07-24. “"Dr. William H. Masters, who with his co-researcher, Virginia E. Johnson, revolutionized the way sex is studied, taught and enjoyed in America, died Friday at a hospice in Tucson. He was 85 and had lived in retirement since 1994, first in St. Louis and then in Tucson. He suffered complications from Parkinson's disease, said his wife, Geraldine Baker Oliver Masters." trad: Dr. William H. Masters que, junto à co-investigadora Virgínia E. Johnson, revolucionou o modo como o sexo é estudado, ensinado e praticado na América, morreu sexta-feira em um hospital de Tucson. Ele tinha 85 anos e estava aposentado desde 1994, primeiro morando em St. Louis e então em Tucson. Ele sofreu complicações do mal de Parkinson, disse sua esposa, Geraldine Baker Oliver Masters.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.