Yahya ibn Khalid

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Yahya ibn Khalid (em árabe: يحيى بن خالد) - "Yaḥyā bin ḫālid") (m. 806) foi um membro da poderosa família persa dos barmecidas e filho de Khalid ibn Barmak. Por volta de 765, ele foi apontado como governador do Azerbaijão pelo califa abássida al-Mansur.

História[editar | editar código-fonte]

O filho de Yahya, Fadl ibn Yahya, nasceu em Ar-Reiy juntamente com o filho do califa al-Mahdi, Harun al-Rashid. O califa indicou então Yahya como tutor do recém-nascido.

Durante o califado al-Hadi, Yahya o dissuadiu diversas vezes de proclamar seu próprio filho como herdeiro no lugar de seu irmão Harun. Ele eventualmente o fez e mandou prender Yahya, mas morreu em seguida. Quando Harun se tornou califa, ele tornou Yahya seu vizir. Sob sua influência, o califa convidou diversos acadêmicos e metre da Índia para Bagdá, especialmente budistas. Um catálogo de textos muçulmanos e não-muçulmanos preparado na época, o "Kitab al-Fihrist", incluía obras dessa religião. Entre elas estava um relato das vidas anteriores de Buda, a "Kitab al-Budd" [1] .

Yahya teve três filhos, entre os quais Jafar, que o sucedeu como vizir, Musa, que governou Damasco, e Fadl, o governador do Grande Coração e, depois, do Egito. Em 803, a família toda caiu em desgraça e Yahya foi preso, onde ele morreu no mesmo ano (vide Queda dos barmecidas).

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]