Zebro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaZebro
Pintura rupestre de cavalos ibéricos

Pintura rupestre de cavalos ibéricos
Estado de conservação
Extinta (fóssil)
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Mammalia
Ordem: Perissodactyla
Família: Equidae
Género: Equus
Espécie: E. hydruntinus

O zebro ou zevro é uma espécie de equídeo selvagem, possivelmente da mesma linhagem do cavalo sorraia, que vivia na Península Ibérica até ao século XVI.

Durante a Idade Média era chamado zebro em Portugal, Leão e Castela e zebra ou encebra em Aragão.

As crónicas medievais descrevem o zebro como um animal parecido com o asno doméstico, mas mais alto e forte, muito veloz e com mau temperamento, com o pêlo riscado de cinzento e branco no dorso e nas patas.(falta referência)

As crônicas também indicam o zebro como um cavalo selvagem, que pode ser usado em cruzamentos com cavalos sarracenos e não um asno.

E. hydruntinus = Zebro ??[editar | editar código-fonte]

E. hydruntinus é um jumento fóssil, próximo de Equus hemionus (Onagro asiático), não era restrito a península Ibérica e deixou de existir antes da história escrita, antes dos antigos relatos da existência de encebro ou zebro.Logo não é sinônimo de Zebro.

A classificação correta para zebro seria como um Tarpam (Equus ferus ferus ou Equus cabalus ferus).

Já o cavalo Sorraia, apesar da maioria dos estudiosos não aceitarem, é muito próximo do Tarpam ou o representante quase puro do zebro.

Etnologia[editar | editar código-fonte]

Nos locais onde foi abundante, conservam-se na Península Ibérica vários topónimos relacionados com este animal, como Ribeira do Zebro e Vale de Zebro (este no concelho do Barreiro) em Portugal e Pedrafita do Cebreiro (Lugo, Galiza), Cebrones del Río (LeónLeão) Valdencebro (Teruel, Aragao), Cebreros (Ávila, Castela), Encebras (Alicante, Valéncia), ou Las Encebras (Murcia) em Espanha.

Quando os navegadores portugueses començaram a explorar o litoral africano e chegaram ao Cabo da Boa Esperança, nos finais do século XV, encontraram uns equídeos riscados parecidos com o zebro, pelo que lhes deram o nome de zebras. "Zebra" é o nome por que são conhecidos hoje em dia estes animais em quase todas as línguas do mundo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre perissodáctilos, integrado no Projeto Mamíferos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.