Álvaro Ferreira Teixeira Carneiro de Vasconcelos Girão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Álvaro Ferreira Teixeira Carneiro de Vasconcelos Girão (Porto ou Sabrosa, Vilarinho de São Romão, 28 de Março de 1822 - Porto, 22 de Outubro de 1879), 2.º Visconde de Vilarinho de São Romão, foi um empresário agrícola e político português.

Família[editar | editar código-fonte]

Filho de António Ferreira Carneiro de Vasconcelos, Senhor de Vínculos, da Honra do Paço de Avioso e dos Morgados do Carregal e das Taipas, no Porto, Coronel do Regimento de Milícias da Feira, etc., e de sua mulher e prima-sobrinha (Janeiro de 1812) Maria Aurélia Lobo Barbosa Teixeira Ferreira Girão ou Maria Aurélia Ferreira Teixeira Lobo Barbosa Girão (19 de Maio de 1787 - 6 de Setembro de 1835), irmã do 1.º Visconde de Vilarinho de São Romão. Foi irmão de Maria José Carneiro Ferreira Girão (29 de Dezembro de 1829 - 13 de Setembro de 1837), Maria Constança Carneiro Ferreira Girão (15 de Abril de 1821 - ?), casada primeira vez com António Felisberto da Silva e Cunha Leite Pereira, sem geração, e segunda vez com João Lobo Teixeira de Barros, sem geração, e de António Luís Ferreira Carneiro de Vasconcelos Teixeira Girão (13 de Julho de 1823 - Porto, 20 de Agosto de 1876).[1][2]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Foi Sucessor das Casas de seu pai e de seu tio materno, Senhor da Honra do Paço de Avioso e dos Morgados do Carregal e das Taipas, no Porto, 8.º Senhor do Morgado de Vilarinho de São Romão, do Paço dos Ferreiras, do Morgado de Miranques, em Monção, etc., Par do Reino, por sucessão a seu tio o 1.º Visconde de Vilarinho de São Romão, etc.[1][2]

O título de 2.º Visconde de Vilarinho de São Romão foi-lhe renovado, em sua vida por Decreto de D. Pedro V de Portugal de 15 de Dezembro de 1860. Armas: Girão; timbre: Girão; coroa de Visconde.[1][2]

Casamento e descendência[2][3][editar | editar código-fonte]

Casou em 1851 com Júlia Clamouse Browne (? - Novembro de 1872), filha de Manuel Clamouse Browne, de ascendência Irlandesa e Francesa, Fidalgo Cavaleiro da Casa Real, Comendador da Ordem Militar de Cristo e da Ordem de Nossa Senhora da Conceição de Vila Viçosa, opulento Negociante de vinhos do Porto, e de sua mulher a escritora e poetisa Maria da Felicidade do Couto (Maria Browne), a qual tem Ruas com o seu nome em Carnide, Lisboa, e São Domingos de Rana, Cascais. Foram pais de:

Referências

  1. a b c Direcção de Afonso Eduardo Martins Zúquete (2.ª Edição, Lisboa, 1989). Nobreza de Portugal e do Brasil. [S.l.]: Editorial Enciclopédia. pp. Volume Terceiro. 529  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  2. a b c d Domingos de Araújo Affonso e Ruy Dique Travassos Valdez (2.ª Edição, Lisboa, 1988). Livro de Oiro da Nobreza. [S.l.]: J.A. Telles da Sylva. pp. Tomo III. 600  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  3. Domingos de Araújo Affonso e Ruy Dique Travassos Valdez (2.ª Edição, Lisboa, 1988). Livro de Oiro da Nobreza. [S.l.]: J.A. Telles da Sylva. pp. Tomo III. 600-1  Verifique data em: |ano= (ajuda)
  • Júlio Vítor Teixeira Girão, Notas Bibliográficas dos Viscondes de Vilarinho de São Romão e dos Clamouse Brown, ?, 1904.
Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre História de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um empresário é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.