Árias Mendes de Coimbra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Árias Mendes de Coimbra (em castelhano: Arias Menéndez, – morto depois de junho de 924[1]) foi filho de Hermenegildo Guterres e de Ermesinda Gatones, filha de Gatón de Bierzo,[2][3] conde de Astorga, e de Egilona. Apoiou a causa do rei Afonso III das Astúrias e como compensação por sua lealdade, em 911 foi eleito conde de Emínio, antiga cidade romana construída onde hoje está a atual cidade portuguesa de Coimbra que foi repovoada por seu pai. Anos mais tarde, foi nomeado, com o seu irmão Guterre, conde de Caldelas (Guimarães) e também de Refojos de Leça.[4]

Com seu irmão. o conde Guterre, levou monges para restaurar o mosteiro de Samos, na Galiza e, a partir desse momento, começou um período de relacionamento próspero entre a família condais e o cenobio.[4]

Matrimónio e descendência[editar | editar código-fonte]

Casou-se com Ermesenda Gundesendes,[4][5] filha de Gundesindo Eris — filho de Ero Fernandes — e de Enderquina Mendes, filha de Hermenegildo Guterres, de quem teve:

Referências

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre figuras históricas de Portugal é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.