Órbita geossíncrona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Animação exibindo um satélite em órbita geossíncrona da Terra

Uma órbita é considerada geossíncrona quando a sua rotação acompanha exatamente a rotação da Terra. Ao contrário da órbita geoestacionária, a órbita pode ter inclinação e excentricidade diferentes de zero.[1][2]

Quando o combustível de um satélite artificial de comunicações está acabando, costuma-se deixar de controlar a sua inclinação orbital, de forma que sua órbita se torna geossíncrona, a chamada órbita cemitério.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. V. Chobotov, ed., (1996) Orbital Mechanics, 2nd edition, AIAA Education Series, p. 304.
  2. C. D. Brown (1998), Spacecraft Mission Design, 2nd Edition, AIAA Education Series, p. 81
  3. «FCC Enters Orbital Debris Debate». Arquivado do original em 8 de março de 2005 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Órbita geossíncrona


Glossário de Astronomia

Abóbada celeste | Apoastro | Afélio | Albedo | Ascensão recta | Astro | Corpo celeste | Classificação estelar | Declinação | Diagrama de Hertzsprung-Russell | Eclíptica | Equador celeste | Equinócio | Esfera celeste | Estrela | Hemisfério celestial norte | Hemisfério celestial sul | Luminosidade | Intensidade de radiação | Magnitude aparente | Magnitude bolométrica | Nadir | Órbita | Periastro | Periélio | Planeta | Ponto vernal | Precessão dos equinócios | Sistema Solar | Solstício | Trópico | Zênite