Aída dos Santos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Aída dos Santos
Atletismo
Nome completo Aída Menezes dos Santos
Nascimento 1 de março de 1937 (83 anos)
Rio de Janeiro, Brasil
Nacionalidade brasileira
Em 1965.

Aída dos Santos (Rio de Janeiro, 1 de março de 1937) é uma atleta brasileira, especialista no salto em altura.[1]

Nasceu prematura, caçula entre seis irmãos, filha de um pedreiro alcoólatra e uma lavadeira. Vivia com a família no Morro do Arroz, favela de Niterói. Durante o primário trabalhava de doméstica e estudava com fome. Descoberta pelo Fluminense, na primeira competição que ganhou levou uma surra do pai, que disse que medalha não enche barriga. Quando estava no Vasco, não ia aos treinos porque usava o dinheiro da passagem para comprar comida.[1]

Para cursar faculdade, ia às aulas de manhã, trabalhava à tarde e treinava à noite. Formou-se em geografia, educação física e pedagogia. De 1975 a 1987, foi professora de educação física na Universidade Federal Fluminense (UFF).[1]

Participou de duas edições dos Jogos Olímpicos. Em Tóquio 1964, ficou em quarto lugar no salto em altura.[2] Naquela edição dos Jogos, Aída foi a única mulher da delegação brasileira, e a única do atletismo. A ela nenhuma estrutura foi fornecida: viajou sem técnico e sem material para competir. Nem sequer tinha roupa para a Cerimônia de Abertura: usou um uniforme adaptado de outra competição. Mesmo assim, se transformou na primeira mulher do Brasil a disputar uma final olímpica.[3]

Quatro anos depois, nos Jogos da Cidade do México, ficou em vigésimo no pentatlo.[4]

É mãe da jogadora de voleibol Valeska Menezes, e tem um instituto para promover a inclusão social por meio do atletismo e do voleibol. Em 2006, Aída dos Santos recebeu o Troféu Adhemar Ferreira da Silva no Prêmio Brasil Olímpico,[5] e em 2009 foi agraciada com o Diploma Mundial Mulher e Esporte, uma premiação especial do Comitê Olímpico Internacional.[6]

Referências

  1. a b c Barbon, Júlia (22 de julho de 2020). «Mulher negra e pobre foi a única brasileira na Olimpíada de Tóquio de 1964». Folha de S.Paulo. Consultado em 3 de agosto de 2020 
  2. Evans, Hilary; Gjerde, Arild; Heijmans, Jeroen; Mallon, Bill; et al. «Athletics at the 1964 Tokyo Summer Games: Women's High Jump Final Round». Sports Reference LLC (em inglês). Olympics em Sports-Reference.com. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2016 
  3. Aída dos Santos
  4. Evans, Hilary; Gjerde, Arild; Heijmans, Jeroen; Mallon, Bill; et al. «Athletics at the 1968 Ciudad de México Summer Games: Women's Pentathlon». Sports Reference LLC (em inglês). Olympics em Sports-Reference.com. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2016 
  5. Portal Fator. «Prêmio Brasil Olímpico 2006» 
  6. Instituto Aída dos Santos. «Aída dos Santos é agraciada com Diploma Mundial Mulher e Esporte» 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre atleta é um esboço relacionado ao Projeto Desporto. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.