A Última Casa de Ópio

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox grammar.svg
Esta página ou secção precisa de correção ortográfico-gramatical.
Pode conter incorreções textuais, e ainda pode necessitar de melhoria em termos de vocabulário ou coesão, para atingir um nível de qualidade superior conforme o livro de estilo da Wikipédia. Se tem conhecimentos linguísticos, sinta-se à vontade para ajudar.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.
Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para revisão desde janeiro de 2010.
Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde setembro de 2019). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.


Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Pode encontrar ajuda no WikiProjeto Cinema.

Se existir um WikiProjeto mais adequado, por favor corrija esta predefinição. Este artigo está para reciclagem desde janeiro de 2010.

Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde janeiro de 2010). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
A Última Casa de Ópio
 Brasil
2010 •  
Direção Pedro Rossi
Idioma Não disponível

A Última Casa de Ópio é um filme de drama brasileiro de 2010, dirigido por Pedro Rossi.[1]

Baseado no livro homônimo de Nick Tosches, com passagens de de "Visão D´Ópio" de João do Rio, o filme foi dirigido por Pedro Rossi, produzido por Isabel Joffily e conta com os atores David Rasche, Branca Messina e Jonathan Azevedo no elenco, tendo também a participação especial da cantora [Orieta Castillo]] e do baterista Jahir Soares, como o personagem "Papa".

A produção é da Coevo Filmes, do cineasta José Joffily, em co-produção com a El Desierto Filmes, e conta com a fotografia de Luis Abramo e André Lavaquial, com a trilha original de Jaques Morelenbaum e Gabriel Araújo Geszti e com a edição de Gabriel Durán.

Enredo[editar | editar código-fonte]

Nick Tosches é um americano bem-sucedido. Em passagem pelo Rio de Janeiro, este homem, de cerca de 60 anos, está hospedado em um hotel de luxo de Copacabana. Cansado de um mundo carente de aventuras, onde tudo já foi devidamente explorado e empacotado para o consumo, Tosches se encontra em uma busca pessoal por uma última aventura romântica. Sua meta: trilhar o caminho espiritual de alguns de seus heróis. Sua ferramenta: o ópio.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «A Última Casa de Ópio (2010)». Riofilme. Consultado em 7 de setembro de 2019 
Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.