Aldoar

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Portugal Aldoar  
—  freguesia portuguesa extinta  —
Junta da U.F. de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde
Junta da U.F. de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde
Brasão de armas de Aldoar
Brasão de armas
LocalFregPorto-Aldoar.svg
Aldoar está localizado em: Portugal Continental
Aldoar
Localização de Aldoar em
Coordenadas 41° 10' 19" N 8° 40' 17" O
Concelho primitivo Porto
Concelho (s) atual (is) Porto
Freguesia (s) atual (is) Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde
Fundação 1895
Extinção 2013
Área
 - Total 2,36 km²
População (2011[1] )
 - Total 12 843
    • Densidade 5 441,9/km2 
Orago São Martinho

Aldoar é uma antiga freguesia portuguesa do concelho do Porto que, pela Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro,[2] foi integrada na União das Freguesias de Aldoar, Foz do Douro e Nevogilde.

População[editar | editar código-fonte]

População da freguesia de Aldoar [3]
1864 1878 1890 1900 1911 1920 1930 1940 1950 1960 1970 1981 1991 2001 2011
553 720 869 1 056 1 358 1 306 1 874 1 749 2 835 6 050 11 625 12 708 15 079 13 957 12 843
Distribuição da População por Grupos Etários
Ano 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos 0-14 Anos 15-24 Anos 25-64 Anos > 65 Anos
2001 2 170 2 035 7 580 2 172 15,5% 14,6% 54,3% 15,6%
2011 1 795 1 495 7 059 2 494 14,0% 11,6% 55,0% 19,4%

Nos censos de 1864 a 1890 pertencia ao concelho de Bouças (actualmente Matosinhos). Pelo decreto nº 40.526, de 08/02/1956, foram-lhe fixados os actuais limites.

História[editar | editar código-fonte]

Aldoar tem origens remotas, anteriores aos Romanos, provavelmente num castro ou povoado galaico. Noutros tempos, esta povoação estava a meio caminho entre o Porto e Bouças, que é a nossa actual Matosinhos. Por aqui passava a estrada que saía do Porto e chegava a Bouças, e que hoje desapareceu, encoberta em parte pela rua da Vilarinha. Aldoar era então atravessada por vários regatos e ribeiros, a maioria dos quais entroncava num ribeiro, a Ribeira de Aldoar, que corria pela actual Avenida da Boavista indo desaguar ao mar, junto ao Castelo do Queijo.

A vila de Aldoar era muito campestre, uma vila de quintas, cuja principal ocupação era a terra, e era de Aldoar que saiam muitos dos produtos hortícolas que depois eram vendidos no Porto, para matar a fome dos portuenses. Mas a cidade veio-se expandindo, e a aldeiazinha desapareceu, sendo incluída oficialmente na cidade do Porto a 21 de Novembro de 1895. Desde então, tornou-se parte da malha urbana da cidade. O urbanismo foi incrementado com novas zonas habitacionais e transportes.

Actualmente, a freguesia mistura o mundo rural com o urbano. Tem crescido muito a todos os níveis, e mostra progressos. A nível de equipamentos,o Hospital Psiquiátrico Magalhães Lemos e o Parque da Cidade, dos mais bonitos espaços verdes do Porto, e o maior parque urbano da Europa.

Arruamentos[editar | editar código-fonte]

A antiga freguesia de Aldoar contém 104 arruamentos. São eles:

1Partilhada com as freguesias da Cedofeita e Massarelos.

²Partilhada com a freguesia de Lordelo do Ouro.

³Partilhada com a freguesia de Nevogilde.

4Partilhada com a freguesia de Ramalde.

5Partilhada com as freguesias da Campanhã e Paranhos.

6Partilhada com a freguesia da Foz do Douro.

Referências

  1. "População residente, segundo a dimensão dos lugares, população isolada, embarcada, corpo diplomático e sexo, por idade (ano a ano)" (em português). Informação no separador "Q601_Norte". Instituto Nacional de Estatística. Arquivado desde o original em 4 de Dezembro de 2013. Consult. 22 de Março de 2014. 
  2. Diário da República, 1.ª Série, n.º 19, Lei n.º 11-A/2013 de 28 de janeiro (Reorganização administrativa do território das freguesias). Acedido a 2 de janeiro de 2014.
  3. Instituto Nacional de Estatística (Recenseamentos Gerais da População) - https://www.ine.pt/xportal/xmain?xpid=INE&xpgid=ine_publicacoes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Aldoar