Alice Bailey

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Alice LaTrobe Bateman, mais conhecida como Alice A. Bailey (Manchester, 16 de Junho de 188015 de Dezembro de 1949) foi uma pesquisadora e escritora teosófica inglesa.

Vida[editar | editar código-fonte]

Mudou-se para os Estados Unidos em 1907, aonde permaneceu até morrer em 1949. Após divorciar-se de um ministro anglicano, tornou-se teosofista e autora de misticismo, desencadando um movimento esotérico internacional. Em 1922, Bailey iniciou a Lucis Trust Publishing Company; em 1923, a Escola Arcana e em 1932 o Movimento Internacional da Boa Vontade.

É uma das herdeiras da escola teosófica fundada pela esoterista russa Mme.Helena Blavatsky. No outono de 1919 foi contatada pelo mestre tibetano Djwhal Khul e desse encontro surgiram os 24 livros, escritos entre 1919 a 1949.

A obra de Bailey causou divisão dentro do movimento teosófico, surgindo ramificações como a Escola Arcana para seguir e difundir suas ideias.

Os escritos de Bailey foram objeto de controvérsia: possuía visões estereotipadas contra negros, judeus, casamento interraciais, além de combater as religiões cristãs e judaicas [1]

Hoje a influência de Alice Bailey diminuiu. Seus livros, antes lidos por um amplo público, estão limitados a pequenos círculos de seus seguidores [2]

Obra literária[editar | editar código-fonte]

Livros de A. Bailey e Djwhal Khul[editar | editar código-fonte]

  • Iniciação, humana e solar, 1922.
  • Cartas sobre meditação ocultista, 1922.
  • Tratado sobre o Fogo Cósmico, 1925.
  • Tratado sobre Magia Branca, 1925.
  • A luz da alma: os Yoga sutras de Patanjali (comentários de Alice Bailey), 1927.
  • Os discípulos na nova era, Tomo I - 1944
  • Os discípulos na nova era, Tomo II - 1955
  • Os problemas da humanidade, 1947
  • A reaparição de Cristo, 1948
  • O destino das nações, 1949
  • Miragens: um problema mundial, 1950
  • Telepatia e o veículo etérico, 1950
  • A educação da nova era, 1954
  • A exteriorização da Hierarquia, 1957.
  • Uma grande aventura, a morte, 1950.
  • Tratado sobre los siete rayos:
    • Vol. 1: Psicologia esotérica I, 1936.
    • Vol. 2: Psicologia esotérica II, 1942.
    • Vol. 3: Astrologia esotérica, 1951.
    • Vol. 4: Cura esotérica, 1953.
    • Vol. 5: Os raios e as iniciações, 1960.

Escritos de Bailey[editar | editar código-fonte]

  • A consciência do átomo, 1922
  • A alma e o seu mecanismo, 1930
  • Do intelecto à intuição, 1932
  • De Belém ao Calvário, 1937
  • Autobiografia inacabada, 1951
  • Os trabalhos de Hércules.
  • Os trabalhos de Hércules: uma interpretação astrológica.

Referências

  1. ^ "Alice Bailey'S Antisemitism". Pinenet.com. Retrieved 2009-11-20.;Penn, Lee (2004). False Dawn: The United Religions Initiative, Globalism, and the Quest for a One World Religion. Sophia Perennis. pp. 267–268, 273, 299. ISBN 159731000X.; Miller, Elliott (1989). A Crash Course on the New Age Movement: Describing and Evaluating a Growing Movement. Baker Book House. p. 197. ISBN 0801062489.
  2. Ellwood, Robert S. (1981). Alternative Altars: Unconventional and Eastern Spirituality in America. University of Chicago Press. ISBN 0226206203. Page 134: "Alice Bailey, founder of the Arcane School and Full Moon Meditation Groups [...] which [...] put special emphasis on the imminent coming of Christ and the importance of meditating in groups, which customarily meet on the full moon to create lines of spiritual force preparing for this event.";Ellwood, Robert S. (1973). Religious and Spiritual Groups in Modern America. Prentice Hall. pp. 103–106. ISBN 0137733178.: "The Full Moon Meditation Groups" and "Reading Selection: The Full Moon Meditation Groups"

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.