Ana Neda da Sérvia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ana Neda da Sérvia
Imperatriz-consorte da Bulgária
Reinado 13231324
Consorte Miguel Sismanes
Antecessor(a) Teodora Paleóloga
Sucessor(a) Teodora Paleóloga
Dinastia Nemânica (nasc.)
Sismanes (matr.)
Floruit 1323-1324
Filho(s) João Estêvão
Miguel
Sismanes
Pai Estêvão Milutino
Mãe Ana Terter

Ana Neda (em búlgaro: Ана-Неда [a]) foi uma imperatriz-consorte da Bulgária por um breve período entre 1323 e 1324, casada com o déspota de Vidin Miguel Sismanes, que foi eleito imperador em 1323. Ela era filha do rei da Sérvia Estêvão Milutino com a princesa Ana Terter, filha de Jorge Terter I da Bulgária.

Em 1324, Miguel divorciou-se de Ana Neda para se casar com Teodora Paleóloga, uma princesa bizantina. Ana Neda e os filhos foram expulsos de Tarnovo e foram morar nas terras da família. Em 1330, Miguel morreu e foi sucedido pelo filho mais velho de Ana Neda, João Estêvão. Ana Neda serviu como regente no período.

Família[editar | editar código-fonte]

Do casamento com Miguel, ela teve três filhos:

Árvore genealógica[editar | editar código-fonte]


Ver também[editar | editar código-fonte]

Ana Neda da Sérvia
Nascimento:  ? Morte:  ?
Títulos reais
Precedido por:
Teodora Paleóloga
Imperatriz-consorte da Bulgária
1323–1324
Sucedido por:
Teodora Paleóloga

Notas[editar | editar código-fonte]

[a] ^ Historiadores búlgaros recentes chamam-na de "Ana-Neda" (com o hífen). É possível que ela tenha nascido "Neda" e, ao se casar com Miguel, recebeu o nome de Ana.[2] Ela também já foi chamada de "Dominica" (Доминика - Dominika), pois Neda deriva de "недеља" (nedelja) em sérvio), que significa "domingo" (em latim: Dius Domini - "dia do Senhor").

Referências

  1. «Rulers of Vidin» (em búlgaro). Consultado em 8 de abril de 2011. Arquivado do original em 22 de fevereiro de 2007 
  2. Mandić 1981: "Именима Ана—Неда зову jе и новији бугарски историчари.52 Заиста jе Милутиновој кћери могло бити крштено име Неда, а кад се удала за Михаила, тамо jе, као владарка, добила титуларно име Ана."

Bibliografia[editar | editar código-fonte]