Andrew Feustel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Andrew Feustel
Nascimento 25 de agosto de 1965 (53 anos)
Lancaster, Estados Unidos
Nacionalidade Estados Unidos norte-americano
Ocupação geofísico
Carreira espacial
Astronauta da NASA
Tempo no espaço 225d 09h 15min
Missões STS-125, STS-134, Soyuz MS-08,Expedição 55,Expedição 56
Insígnia da missão STS-125 patch.svg STS-134 Patch.svg Soyuz-MS-08-Mission-Patch.png ISS Expedition 55 Patch.svg ISS Expedition 56 Patch.svg

Andrew Jay Feustel (Lancaster, 25 de agosto de 1965) é um astronauta norte-americano, veterano de três missões espaciais.

Formado em geofísica e ciências da terra, trabalhou por cinco anos na indústria até ser selecionado pela NASA em julho de 2000, como especialista de missão. Depois de completar o treinamento de dois anos, passou a trabalhar no Departamento de Astronautas da agência espacial. Em 2006, participou como aquanauta do programa NEEMO 10, vivendo e trabalhando por sete dias no laboratório de pesquisas submarinas Aquarius, na costa da Flórida.[1]

Em 11 de maio de 2009 foi ao espaço pela primeira vez como especialista de missão da Atlantis STS-125, a última missão do ônibus espacial de manutenção ao telescópio Hubble, numa expedição de treze dias.[2] Nesta missão ele fez três caminhadas espaciais para ajudar a reparar o telescópio, passando um total de vinte horas e meia fora da espaçonave.[3]

Sua segunda missão foi a bordo da Endeavour STS-134, a última missão ao espaço deste ônibus espacial, lançada em 16 de maio de 2011,[4] cujo principal objetivo foi a colocação em órbita do Espectômetro Magnético Alpha, e onde ele fez mais três caminhadas espaciais.[5] Após o encerramento dos 16 dias da missão, Feustel voltou à Terra em 1 de junho, pousando em Cabo Kennedy com a tripulação da Endeavour, o último pouso do ônibus espacial.

Ele voltou ao espaço sete anos depois, em 21 de março de 2018, já na era pós-ônibus espacial, para sua terceira missão e a primeira de longa duração na ISS. Foi lançado do Cosmódromo de Baikonur junto com a tripulação da nave Soyuz MS-08 para seis meses de permanência e experiências na ISS como integrante das Expedições 55 e 56 na estação. Serviu como engenheiro de voo na 55 e comandou a 56.[6] Durante esta missão ele fez outra caminhada espacial, a sétima da carreira e a primeira tendo como base a ISS, para instalar equipamentos de comunicação sem fio no exterior do módulo Tranquility. Retornou em 4 de outubro de 2018, depois de acumular mais 197 dias em órbitas, seis vezes mais nesta missão que em suas duas missões anteriores.[7]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NASA (2006). «NASA Uses Undersea Lab to Prep for Future Space Exploration». NASA. Consultado em 23 de setembro de 2011 
  2. «Andrew J. Feustel (PH.D.) NASA Astronaut». Astronaut Biographies. NASA. Consultado em 21 de março de 2018 
  3. NASA. «STS-125 MCC Status Report #15». NASA. Consultado em 15 de maio de 2009 
  4. «STS-134 Mission Information». NASA. Consultado em 16 de maio de 2011 
  5. «Space Shuttle Mission: STS-134». NASA. Consultado em 3 de junho de 2011 
  6. Karen Northon. «NASA Assigns Upcoming Space Station Crew Members». NASA press release 17-001. Consultado em 21 de janeiro de 2017 
  7. «Soyuz MS-08 returns station crew to Earth after 197 days in space». collectspace.com. Consultado em 16 de abril de 2019 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]