Antonio de Nebrija

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Antonio de Nebrija
Nascimento 1441
Lebrija
Morte 5 de julho de 1522
Alcalá de Henares
Residência Lebrija, Salamanca, Bolonha, Alcalá de Henares
Alma mater Universidade de Salamanca, Universidade Complutense de Madrid
Ocupação linguista, tradutor, escritor, filólogo, gramático, professor catedrático, tradutor da Bíblia
Empregador Universidade de Salamanca
Movimento estético humanismo

Elio Antonio de Nebrija (nascido Antonio Martínez de Cala, Lebrija, província de Sevilha, 1441Alcalá de Henares, 5 de julho de 1522) foi um humanista e filólogo espanhol, autor da primeira gramática da língua castelhana (1492) e do primeiro dicionário espanhol (1495).[1]

Nome[editar | editar código-fonte]

Antonio de Nebrija assinou algumas das suas obras com Antonio Lebrixen e Antonio Nebrissen. Usou também a grafia Antonio de Lebrija.

Vida[editar | editar código-fonte]

Depois de estudar na Universidade de Salamanca (1459–1463) ele residiu por dez anos na Itália, e completou sua educação na Universidade de Bologna.

Em viagem pela Europa, ele devotou-se ao avanço da aprendizagem clássica. Retornou para a Espanha em 1470 e tornou-se professor de gramática em Salamanca em 1473. Em 1481 publicou a obra Introductiones latinae, quando foi transferido para a Universidade de Alcalá em 1490.

Em Alcalá de Henares fez parte da elaboração da Bíblia Poliglota Complutense e publicou em 1492 a primeira Gramática de la lengua castellana da língua castelhana e os primeiros dicionários Latim-Espanhol (1492) e Espanhol-Latim (1495).

Em 1517 publicou as Reglas de ortografía española que codificavam, pela primeira vez, a pronúncia como critério ordenador da escrita, apesar de também recorrer a princípios etimológicos para solucionar os casos mais difíceis. A ideia de Nebrija de que a língua era instrumento do Império estendia-se também à oralidade e buscava unificar a pronúncia em todo o território da coroa de Castela, de acordo com a prestigiosa forma de Valladolid, abandonando definitivamente o romance de Burgos que tinha estado na origem dos primeiros escritos pré-afonsinos.

De 1513 até a sua morte em 1522 foi professor de retórica na Universidade de Alcalá.

Obras[editar | editar código-fonte]

  • Introductiones latinae, 1481
  • Gramática de la lengua castellana, 1492
  • Latim-Espanhol (1492) e Espanhol-Latim, 1495 (dicionários).
  • Reglas de ortografía española, 1517.
  • Reglas de orthografía en la lengua castellana, 1523 (posthum).

Referências

  1. Asociación Cultural Antonio de Nebrija: Biografia, acessado em 6 de novembro de 2009

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Antonio de Nebrija